Arkade Games lança arma para acoplar no celular e jogar FPS

Arkade Games lança arma para acoplar no celular e jogar FPS

Dispositivo Arkade Blaster conta com modos para jogar em pé ou sentado

A startup norte-americana Arkade Games desenvolveu um dispositivo para facilitar a vida de quem joga FPS no celular com seu dispositivo Arkade Blaster. O novo gadget é, basicamente, uma extensão no formato de arma na qual você pode encaixar o seu smartphone. Com a novidade, o Arkade Blaster pode ser uma opção para mais diversão e imersão quando configurada como arma em jogos FPS.

Página oficial da Arkade Games

O Arkade Blaster está disponível na campanha de financiamento da empresa pelo site Indiegogo e termina em 27 dias. Abaixo você confere um vídeo feito pelos desenvolvedores jogando Doom Eternal com o novo dispositivo:

O Arkade Blaster também pode ser utilizado com jogos para PC que possuem a jogabilidade de tiro em primeira pessoa como PUBG, CS: GO, Apex Legends e CoD Warzone. O gadget mbém funciona com serviços de jogos na nuvem como Geforce Now e Steam Link.

O gadget suporta mais de quarenta títulos. Você pode checar a lista completa dos jogos suportados neste link. O controlador da arma pode funcionar de duas maneiras: no modo de 180 graus para quando você está na frente de um monitor ou sentado, e um modo de 360 graus para quando deseja uma experiência imersiva completa (utilizando ele em pé).

O Arkade Blaster precisa de um aplicativo para funcionar. Basta baixá-lo no site da empresa para Android ou iOS, conectar seu celular com o Arkade Blaster, abrir o aplicativo complementar e configurar seguindo as instruções na tela. O aplicativo também permite mapear teclas, ajustar a sensibilidade do joystick e até ajustar as opções de transmissão ao vivo. Se você quiser jogar no seu PC, também precisará baixar um cliente de desktop.

Via: Adrenaline
User img

Mariela Cancelier

Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

O fim do CANAL do RATO BORRACHUDO e o Dilema das Redes Sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.