Metade das empresas de pequeno porte dos EUA tem dinheiro para sobreviver 27 dias paradas
Créditos: Levante | Mashable India

Metade das empresas de pequeno porte dos EUA tem dinheiro para sobreviver 27 dias paradas

Pesquisa de 2015 mostra como o coronavírus pode impactar a maior economia do mundo

Em meio a atual pandemia do coronavírus Covid-19, muitas pessoas estão preocupadas com o futuro da economia mundial. Nesse sentido, uma pesquisa de 2015 do JPMorgan Chase Institute revela que grande parte das empresas de pequeno porte dos Estados Unidos (EUA) estão - e já estavam - com "a corda no pescoço".

A pesquisa usada como base é de 2015, pode não refletir o cenário atual

 

25/03/2020 às 18:53
Notícia

Sequência de fotos mostra como está o mundo durante a quarent...

Novo coronavírus deixou ruas vazias e exigiu respostas imediatas de governos

Analisando 597.000 pequenos negócios entre fevereiro e outubro de 2015, a pesquisa concluiu que metade das empresas estadunidenses de pequeno porte possui um buffer de caixa suficiente para suportar, em média,  apenas 27 dias em um contexto de  desaceleração econômica. Para entender melhor, o termo buffer de caixa (ou dias de amortização) representa o período de tempo em que uma empresa consegue continuar pagando suas saídas  - salários, fornecedores, contas, empréstimos, etc. - sem ter receita, descontos em impostos ou transferências de investidores.

No gráfico acima, podemos visualizar de forma mais clara os resultados encontrados pelo JPMorgan Chase Institute. Os números foram calculados a partir da proporção de quanto dinheiro uma empresa tinha no final do dia para as saídas diárias.

Em média, o buffer de caixa totalizou 27 dias, e um quarto das empresas mantinha menos de 13 dias de reserva. Ou seja, a maioria dessas companhias não teria mais dinheiro em menos de um mês. Vale ressaltar que durante 2015 os EUA ainda estavam em meio a uma crise econômica e dessa forma os dados podem ter uma diferença para o cenário atual.

Além disso, alguns setores apresentam menos dias de amortização que outros. Restaurantes, por exemplo, tem apenas 16 dias, enquanto imobiliárias sobreviveriam, em média, 47 dias.

Isso se torna bastante alarmante e atual quando lembramos que vários estabelecimentos estão fechando as portas e parando de receber clientes por causa do coronavírus. A recomendação em vários países é que as pessoas fiquem em casa para não aumentar a curva de contaminação - e isso, com certeza, terá um alto impacto na economia mesmo de países desenvolvidos.


Em paralelo com a pesquisa de 2015-2016, hoje (26) também foram divulgados dados com relação aos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos - que ilustram ainda melhor a situação provocada pela pandemia a partir de uma onda de demissões. Enquanto houveram 282 mil solicitações na segunda semana de março (13), esse número subiu para 3,28 milhões na semana passada (21). Esse resultado é quatro vezes maior que o recorde anterior, de 695 mil pedidos em 1962.

Os pedidos aumentaram nos 50 estados dos EUA e no Distrito de Columbia. O total também excede a expectativa criada pelo consenso Bloomberg, que esperava uma média de 1,7 milhões de pedidos. As novas projeções acreditam que isso possa chegar até 4,4 milhões a partir de agora.


Em conclusão, podemos esperar que uma situação bastante complicada eclode na economia global daqui em diante  - tanto em países subdesenvolvidos como desenvolvidos (lembremos que os Estados Unidos são a maior economia do mundo, e a situação já não está tão favorável por lá). No entanto, a indicação é não parar a quarentena, principalmente em regiões onde a curva de contaminação ainda tem potencial para crescer.

24/03/2020 às 18:08
Artigo

Phishing em tempos de Coronavírus - Como se proteger dos golpes

A doença está sendo usada como desculpa para roubar dados de diversos usuários

A busca por uma cura pode ajudar a "diminuir a bomba", e pesquisadores do mundo todo já estão nesse processo. Então, é importante seguir as recomendações: cuidar da higiene pessoal e de objetos, manter a distância segura e evitar o contato com as pessoas enquadradas no grupo de risco (idosos, asmáticos, etc.).

Você pode conferir a pesquisa completa do JPMorgan Chase Institute neste link.

Mas e no Brasil?
Abaixo um vídeo interessante de Fernando Conrado, formado em ciências econômicas fazendo um relato baseado em DADOS. O site que ele menciona no inicio para acompanhar o andamento mundial do Covid-19, é https://www.worldometers.info/coronavirus/. FATO é que ainda é incerto qual o melhor caminho e como seremos impactados de forma real a curto médio prazo, tanto na saúde como na economia.

Via: Business Insider, InfoMoney, G1 Fonte: JPMorgan Chase Institute
User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Resultados de testes do COVID-19 também serão entregues via smartphone

Resultados de testes do COVID-19 também serão entregues via smartphone

Ministério da Saúde está investindo no aplicativo Coronavírus-SUS, que tem atendimento automático, informações verificadas, alertas de surtos e mais


Mapa térmico de deslocamento mostra a importância do isolamento social, mas e a sua privacidade!?

Mapa térmico de deslocamento mostra a importância do isolamento social, mas e a sua privacidade!?

Mapeamento de celulares mostra deslocamento social e colocam em cheque privacidade + [email protected]


Quarentena em todo o mundo muda movimentação da crosta terrestre

Quarentena em todo o mundo muda movimentação da crosta terrestre

Geocientistas se aproveitam de diminuição do ruído sísmico para coletar dados mais precisos


Download de jogos mobile cresce 30% durante quarentena do Covid-19

Download de jogos mobile cresce 30% durante quarentena do Covid-19

Apenas no mês de março, foram baixados mais games para celulares do que no Q4 de 2019


Imagens capturadas com drones mostram cidades do mundo todo em quarentena

Imagens capturadas com drones mostram cidades do mundo todo em quarentena

Rodovias, ruas e praças antes extremamente movimentadas estão vazias