Vídeos feitos com drones mostram Chicago e Zurique em quarentena
Créditos: DroneDJ

Vídeos feitos com drones mostram Chicago e Zurique em quarentena

Imagens mostram cidades vazias em meio à pandemia de Covid-19

Seguindo a orientação de especialistas de saúde, diversas cidades do mundo estão seguindo o isolamento social e entrando em quarentena. Nas cidades de Chicago (EUA) e Zurique (Suíça) isso fica evidente com imagens de drones enviadas ao site DroneDJ, que mostra o esforço das pessoas em evitar a propagação do Covid-19.

Esta é uma cena muito incomum para esses locais, antes extremamente movimentados. As ruas dessas duas cidades estão praticamente desertas, já que o governos dos países pediram para que isso fosse seguido. Essa atitude, segundo os especialistas, ajuda a impedir que muitas pessoas adoeçam ao mesmo tempo, evitando sobrecarga no sistema de saúde e salvando muitas vidas. A Itália está registrando mais de 600 mortos por dia, o que mostra por que é necessário tomar as medidas preventivas ao vírus.

DJI explica como drones
ajudam no combate ao Covid-19

O vídeo que mostra Chicago foi filmado por Antoine Tissier no início deste mês, ele comenta que fez as imagens no primeiro fim de semana após a ordem de ficar em casa na cidade. "Parece uma cidade deserta, cidade fantasma ou abandonada, você escolhe... Fique em casa e fique seguro!", diz Tissier através do site DroneDJ.

Já o segundo vídeo foi gravado por Andy Krischan e Nico Leuthold da empresa Drone Air Media na Suíça. 

Os vídeos causam muito estranhamento por serem cidades grandes, Chicago, por exemplo, tem mais de 2 milhões de habitantes. A falta de circulação de pessoas em uma cidade com tantos prédios e praças é realmente algo que não estamos acostumados a ver, mas a tendência é continuar assim por mais um bom tempo. Como já era esperado por especialistas, a Espanha ultrapassou a China no número de mortes, nas últimas 24 horas foram registradas 738 vítimas.

Fonte: DroneDJ, Governo de Chicago

MAVIC AIR 2 - Uma análise de DRONE no PARAÍSO

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.