Covid-19: Netflix e YouTube reduzirão qualidade de streaming na Europa
Créditos: Netflix

Covid-19: Netflix e YouTube reduzirão qualidade de streaming na Europa

Medida vem para evitar uma quebra nos serviços de internet devido ao consumo histórico de dados

A pandemia de coronavírus está tendo desdobramentos diversos na economia, com mais pessoas em casa há um consumo muito maior de internet, algo que atingiu diretamente as operadoras e outros serviços online. A Netflix e o YouTube foram duas empresas que sentiram o impacto e anunciaram mudanças, a qualidade de streaming nos dois sites será reduzida na Europa, pelo menos pelo próximo mês. A medida também vem como prevenção de um possível colapso devido ao consumo de dados histórico. Todos os vídeos serão afetados na região nos próximos 30 dias.

Operadoras de internet estão ampliando
seus limites de dados, revela DE-CIX

Em nota, um porta-voz da Netflix explica que a estimativa é reduzir em cerca de 25% o tráfego de dados do serviço na Europa, sem comprometer a qualidade mínima aos clientes. Já um representante da Google, dona do YouTube, explicou que os cuidados de redução de banda serão trabalhados com os governos e operadoras de internet para reduzir o problema, sem que isso comprometa drasticamente a qualidade do serviço oferecido.

Recentemente, autoridades da União Europeia pediram à população que não executassem vídeos em alta resolução para impedir um possível lapso na internet. Com os países passando por restrições intensas impostas pelo governo, empresas em férias coletivas e serviços limitados, o número de pessoas online ultrapassa em muito os usuais. YouTube e Netflix são as principais opções de quem está em casa e por isso têm maior responsabilidade sobre a utilização da rede mundial de computadores.

De acordo com um relatório da empresa Sandvine, os vídeos são os principais vilões no consumo de dados, representam 60% mundialmente, sendo a Netflix responsável por 12% e o YouTube outros 12%. A Amazon também afirmou que tomará medidas para diminuir o consumo relacionado ao Prime Video. 

Via: Ew.com, CNN

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Disney+ alcança mais de 50 milhões de assinantes em apenas 5 meses

Disney+ alcança mais de 50 milhões de assinantes em apenas 5 meses

A Índia representa quase 20% dos usuários pagantes da plataforma


Intel se compromete a investir US$ 50 milhões para combater a Covid-19

Intel se compromete a investir US$ 50 milhões para combater a Covid-19

Empresa buscará acelerar pesquisas científicas e facilitar acesso de tecnologias a pacientes


Multilaser lança novas smart TVs no Brasil com preços a partir de R$ 1.099

Multilaser lança novas smart TVs no Brasil com preços a partir de R$ 1.099

Elas incluem aplicativos como YouTube, Prime Video e Netflix já pré-instalados


Windows 10 roda com apenas 192MB de RAM em teste feito por adolescente

Windows 10 roda com apenas 192MB de RAM em teste feito por adolescente

Microsoft recomenda 1GB de memória RAM para a versão 32-bits


Novos controles parentais da Netflix incluem perfis protegidos por PIN

Novos controles parentais da Netflix incluem perfis protegidos por PIN

As mudanças estão disponíveis já a partir desta terça-feira