YouTube continua a restringir vídeos sobre o Covid-19
Créditos: Olly Curtis/Future via Getty Images

YouTube continua a restringir vídeos sobre o Covid-19

Plataforma está com poucos funcionários para revisão manual de conteúdo e seu sistema automático não é eficiente

Desde que o novo coronavírus começou a se espalhar o YouTube tem bloqueado vídeos sobre assunto, impedindo a monetização e até mesmo cortando alcance desses conteúdos. No início, a plataforma não se manifestou sobre o tema, em seguida disse que liberaria alguns dos vídeos falando sobre o vírus. Agora, o site voltou a se manifestar sobre o assunto, explicou que à medida que o Covid-19 avança, o possível é feito para apoiar aqueles que assistem, criam e ganham a vida no YouTube. Também comenta que a própria empresa não está com os trabalhos normalizados, o que resultou em diminuição de pessoal em alguns setores.

A medida tem impacto direto em quem fala sobre o assunto porque isso também significa um número reduzido de pessoas fazendo a revisão manual, marcando os conteúdos como confiáveis. Apesar disso, sem pessoal para fazer as análises, há ainda o sistema automático do YouTube, que tem péssima reputação e é acusado constantemente de deixar conteúdos de qualidade de fora do programa de parceiros.

Remédio japonês contra gripe
é eficaz no tratamento de coronavírus

O próprio YouTube concordou que o sistema não funciona tão bem quanto deveria, o que é de se esperar, a máquina ainda não é capaz de fazer um julgamento tão preciso quanto o do ser humano. Em uma resposta, a plataforma explica o problema e um dos usuários responde a empresa dizendo que ela precisa melhorar o sistema automatizado, já que reconhece que não funciona e sinalizará os conteúdos que não violam nenhuma regra. O comentário teve mais de 11 mil curtidas, mostrando a insatisfação do público.

O problema com o sistema de análises do YouTube não começou agora e nem por causa da crise gerada pelo vírus, há anos os criadores de conteúdo reclamam do serviço. Além disso, a análise manual demora para acontecer quando solicitada, também devido ao número reduzido de pessoas nos escritórios da companhia. Sobre o Covid-19, o coronavírus continua a se expandir, uma vacina está sendo testada nos Estados Unidos. Até o momento em que escrevo esta notícia, o Brasil registrou quatro vítimas fatais.

Fonte: YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.