JerryRig desmonta Galaxy S20 Ultra e mostra como é seu sistema de câmera por dentro
Créditos: JerryRigEverything

JerryRig desmonta Galaxy S20 Ultra e mostra como é seu sistema de câmera por dentro

Câmera de periscópio com 10x de zoom óptico híbrido é uma evolução daquela vista no Huawei P30 Pro

O famoso YouTuber JerryRigEverything publicou um vídeo onde desmonta o smartphone topo de linha Samsung Galaxy S20 Ultra e mostra como são todos os seus componentes por dentro. Talvez a parte mais interessante da produção seja aquela onde ele tira cada componente da inovadora câmera de periscópio do dispositivo e mostra como ela é por dentro.

11/03/2020 às 09:38
Notícia

Xiaomi Mi Note 10 resiste a arranhões e queimaduras em teste ...

JerryRigEverything se surpreendeu com a resistência do smartphone

Afinal, esse é o grande destaque do dispositivo, pois ele oferece 10x de zoom óptico híbrido (sem perda de qualidade) e até 100x de aproximação híbrida. Em conjunto com esse sistema está um sensor de 48MP com estabilização óptica (OIS) e abertura f/3.5.

Todas as quatro câmeras do dispositivo ficam posicionadas num abrigo de metal que as mantêm fixas em suas posições, permitindo que elas fiquem alinhadas e sejam usadas em conjunto pelo software do dispositivo. Para ver a câmera de zoom por dentro, o apresentador Jerry teve que arrancá-la desse abrigo.

Ao abri-la, é possível ver um mecanismo de zoom físico, que inclusive é o responsável pelos barulhos que se ouvem ao balançar o dispositivo. O sensor fica de maneira perpendicular à lente, como se fosse o periscópio de um submarino. A câmera possui bobinas eletromagnéticas de cobre para controlar a sua estabilização óptica.

A câmera principal do Galaxy S20 Ultra possui 108MP e também traz estabilização óptica, funcionalidade que contribui para melhores fotos em condições de baixa luz. Há também uma lente ultra-grande angular com sensor de 12MP e a capacidade de gravar vídeos com maior estabilidade.

Para completar, há um sensor do tipo Time-of-Flight (ToF) de 0,3MP que é usado exclusivamente para medir a profundidade. Ele se destaca por permitir o uso de aplicativos de Realidade Aumentada com uma precisão ainda maior do que normalmente se vê.

Uma crítica que ficou ao smartphone é a dificuldade para remover seu painel traseiro de vidro, que está colado com mais força do que é normal. Outra peça que está presa de maneira desnecessariamente excessiva ao dispositivo é a bateria – que tem uma quantidade de cola muito acima do normal, o que chega a ser perigoso.

Continua após a publicidade
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.