iPhone 8 lidera lista dos 10 smartphones mais falsificados na China
Créditos: Apple

iPhone 8 lidera lista dos 10 smartphones mais falsificados na China

Lista anterior tinha o Samsung W2018 em primeiro lugar

O aplicativo de benchmark chinês Master Lu divulgou uma lista com os 10 smartphones mais falsificados na China. Em janeiro deste ano foi divulgada uma lista mostrando os smartphones falsificados que usaram o aplicativo em 2019 – a lista tinha o Samsung W2018 em primeiro lugar.

09/11/2019 às 14:00
Vídeo

VALE A PENA o CARÍSSIMO iPHONE 11 PRO E IPHONE 11 PRO MAX? Ve...

Topo de linha da Apple tem preço elevado, mas também é o melhor celular da empresa

Com a nova lista divulgada recentemente, o iPhone 8 agora ocupa o topo da lista com os 10 smartphones mais falsificados na China entre março de 2019 e março de 2020.

Logo abaixo do iPhone 8 está o Samsung W2018, com o W2019 na terceira posição. O iPhone XS Max e o Galaxy S10+ ocupam a quarta e a quinta posição, respectivamente. Os outros aparelhos na lista são o Honor 9 em sexto lugar, Samsung Galaxy S8+ em sétimo, OnePlus 7 Pro em oitavo e os dois últimos são o Xiaomi Mi 6 e o Galaxy S8.

iPhone 8 lidera lista dos 10 smartphones mais falsificados na China

Os smartphones da Apple representaram 29,54% dos telefones falsos registrados. Os da Samsung representam 26,44%, os da Xiaomi representam 9,83% e os da Honor representam 6,10%.


Samsung W2018

Alguns pontos em comum nos smartphones falsificados incluem a tela com resolução HD (720p), a presença do processador MediaTek MT6589 e a GPU Mali-400 MP integrada. Embora os componentes internos dos aparelhos não sejam necessariamente falsificados, eles são muito diferentes do que os encontrados nos aparelhos originais.

Continua após a publicidade

O iPhone 8 e o iPhone 8 Plus foram lançados em setembro de 2017 pela Apple. Ambos trazem o processador Apple A11 Bionic, que oferece um desempenho muito superior em comparação com o chip MediaTek usado pelo modelo falsificado.

Outro detalhe interessante é que as cidades chinesas com o maior número de registros de uso dos aparelhos falsificados são Shenzhen, Guangzhou e Pequim.

Fonte: Gizmochina
User img

Fabio Rosolen

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.