Apple pagará até US$ 500 milhões por ter deixado iPhones mais lentos
Créditos: Apple

Apple pagará até US$ 500 milhões por ter deixado iPhones mais lentos

Empresa foi acusada de deixar os iPhones mais lentos de propósito

A Apple concordou em pagar até US$ 500 milhões para resolver litígios acusando-a de deixar os iPhones antigos mais lentos à medida que lançava novos modelos – isso induzia os proprietários destes aparelhos a comprar os novos modelos ou novas baterias. 

07/02/2020 às 14:17
Notícia

Apple é multada em US$ 27,5 milhões por desacelerar iPhones a...

Empresa foi acusada de limitar baterias dos dispositivos

O acordo preliminar de ação coletiva proposto foi divulgado na noite da última sexta-feira e requer aprovação do juiz distrital dos EUA Edward Davila em San Jose, Califórnia.

Ele pede que a Apple pague aos consumidores US$ 25 por iPhone. Este valor pode ser ajustado para cima ou para baixo, dependendo de quantos iPhones são elegíveis, com um pagamento total mínimo de US$ 310 milhões. A empresa negou irregularidades e resolveu o caso nacionalmente para evitar os encargos e custos do litígio, mostram os documentos judiciais. 

O acordo da última sexta-feira abrange os proprietários do iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone 6s, iPhone 6s Plus, iPhone 7, iPhone 7 Plus ou SE nos Estados Unidos com o sistema operacional iOS 10.2.1 ou posterior. Ele também abrange os proprietários do iPhone 7 e 7 Plus nos Estados Unidos rodando o iOS 11.2 ou posterior antes de 21 de dezembro de 2017.

Os consumidores alegaram que o desempenho de seus telefones sofreu depois que instalaram atualizações de software da Apple. Eles disseram que isso os fizeram acreditar que seus telefones estavam perto do fim de seus ciclos de vida, exigindo substituições ou baterias novas. A Apple atribuiu os problemas principalmente às mudanças de temperatura, ao alto uso e a outros problemas, e disse que seus engenheiros trabalharam rapidamente e com sucesso para solucioná-los.

Os advogados dos consumidores descreveram o acordo como "justo, razoável e adequado". Eles chamaram os pagamentos de US$ 25 por iPhone de "consideráveis em qualquer grau", dizendo que seu especialista em danos considerou US$ 46 por iPhone o máximo possível. Os advogados planejam conseguir até US$ 93 milhões, o equivalente a 30% dos US$ 310 milhões, em honorários, e até US$ 1,5 milhão para despesas. 

Após as reclamações iniciais relacionadas aos iPhones lentos, a Apple se desculpou e reduziu o preço das baterias de substituição de US$ 79 para US$ 29.

Fonte: TechPowerUp, Reuters
User img

Fabio Rosolen

O fim do CANAL do RATO BORRACHUDO e o Dilema das Redes Sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.