Conselho de segurança do transporte dos EUA culpa piloto automático da Tesla por acidentes
Créditos: pplware

Conselho de segurança do transporte dos EUA culpa piloto automático da Tesla por acidentes

O NTSB culpa o sistema da Tesla por acidentes fatais nos EUA

Membros do Conselho Nacional de Segurança em Transportes (NTSB) dos EUA estão criticando o piloto automático dos carros Tesla. Segundo os responsáveis pelo conselho, o sistema é falho e é responsável por mortes em acidentes que poderiam ter sido evitados. Eles ainda falam que a Administração Nacional de Segurança no Trânsito nas Rodovias (NHTSA) possui uma abordagem "prática", na regulamentação da tecnologia, o que torna a situação ainda mais perigosa.

18/02/2020 às 14:49
Notícia

Motorista que morreu por Autopilot da Tesla sabia da falha no...

Novas informações apontam que o condutor estava jogando no celular momentos antes da batida

Esse pronunciamento do NTSB é devido a um acidente fatal, que aconteceu em 2018 na Califórnia. Segundo a investigação, o motorista estava usando um aplicativo de jogo de palavras em seu smartphone. Havia uma barreira na rodovia e, como ele estava distraído usando o piloto automático, colidiu e não conseguiu sobreviver. Os membros falam que se o piloto automático fosse mais efetivo, ou se não estivesse sendo utilizado, esse tipo de acidente não iria ocorrer.

Há também a crítica de que o sistema pede para que o motorista pressione o volante a cada três minutos. Segundo o conselho, esse é um tempo muito longo e o motorista jamais deve tirar a atenção da estrada. Eles afirmam que o piloto automático faz parecer que o carro está sem condutor, mas que de fato isso não está ocorrendo. Isso porque eles afirmam que o veículo precisa, obrigatoriamente, de um motorista. 

Em resposta ao NTSB, a Administração Nacional de Trânsito nas rodovias afirmou que "adotou uma abordagem não reguladora da segurança automatizada de veículos e deve concluir uma avaliação adicional do sistema Tesla Autopilot para garantir que a tecnologia implantada não represente um risco de segurança irracional".

17/02/2020 às 12:23
Notícia

Veja como o Tesla Model X salvou a vida do motorista em acidente

Veículo não capotou mesmo após o usuário se perder em uma curva

Além da Tesla, o conselho criticou a empresa de smartphones. No caso do acidente, o motorista possuía um iPhone, portanto as críticas foram voltada à Apple. Os membros do conselho afirmam que é necessário que o sistema faça alertas e, além disso, não permita que os condutores se distraiam com o seu smartphone enquanto dirigem.

Apesar das críticas, o NTSB não pode tomar medidas efetivas. Ele apenas pode fazer recomendações para as empresas e para os demais órgãos. Já o NHTSA regula os veículos dos EUA. Isso quer dizer que as medidas protetivas são adotadas por esse órgão, que já afirmou que irá aumentar a regulamentação. Além disso, ele também vai investigar os 14 acidentes de Tesla nos quais o piloto automático é suspeito de estar em uso.

Via: VentureBeat
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Empresa chinesa de automóveis usa drones para entregar chaves de carros

Empresa chinesa de automóveis usa drones para entregar chaves de carros

Carros são pulverizados com desinfetantes antes de serem entregues aos clientes


Ops, usar Apple CarPlay e Android Auto é pior do que dirigir e escrever mensagem

Ops, usar Apple CarPlay e Android Auto é pior do que dirigir e escrever mensagem

Sistemas do tipo também seriam piores do que dirigir sob efeito de maconha


SUV Elétrico Tesla Model Y chega ao Brasil em abril por R$450 mil

SUV Elétrico Tesla Model Y chega ao Brasil em abril por R$450 mil

O carro 100% elétrico atinge de 0 a 100km/h em 3,7 segundos


Serviço de internet global Starlink tem latência inferior a 20ms e será rápido o bastante para jogos

Serviço de internet global Starlink tem latência inferior a 20ms e será rápido o bastante para jogos

É o que diz Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX


Ações da Tesla despencam com queda nos preços do petróleo

Ações da Tesla despencam com queda nos preços do petróleo

Empresa perdeu US$3,1 bilhões em valor de mercado com a expectativa por diminuição no preço de combustível