Drones fazem competição para entregar suprimentos a fuzileiros navais

Drones fazem competição para entregar suprimentos a fuzileiros navais

Modelos podem voar em distâncias de até 10km para entregas com carga

Drones de entrega estão fazendo viagens para levar suprimentos aos fuzileiros navais dos Estados Unidos que estão em situação de combate. Os pequenos veículos aéreos não tripulados permitem que entregas emergenciais de alimentos e munições sejam feitas em um tempo mais curto que o convencional.

Os drones autônomos podem transportar 27,22 kg de carga e voar até 10 km de distância. Esses drones de entrega começaram sua "missão" competindo no campeonato de sistema de aeronaves não tripuladas de reabastecimento tático (TRUAS), Tactical Resupply Unmanned Aircraft System’s - em inglês, que premiou os melhores veículos com um total de US$ 225.000.

O TRUAS realizou uma competição no final do ano passado para que empresas produzissem um drone autônomo capaz de transportar uma carga de mais de 27 kg e a capacidade de viajar até 10 quilômetros para concluir as entregas aos fuzileiros. Essas cargas incluem alimentos, munições, equipamentos ou qualquer outra entrega que seja necessária. Seis empresas disputaram o prêmio e a vencedora foi a SURVICE Engineering, que recebeu US$ 100.000.

Em segundo lugar ficou a empresa Chartis Federal, com US$ 75.000 seguida da Autonodyne que conseguiu US$ 50.000. As outras três empresas participantes foram AirBuoyant, Bell Textron e Pacific Aerospace Consulting.

Confira abaixo um vídeo da competição:

A SURVICE Engineering venceu a competição com seu octocóptero TRV-150, capaz de atingir um alcance máximo de 50 km sem uma carga útil ou 12 km com uma carga útil de 68,04 kg. Se o TRV-150 atender aos requisitos, os fuzileiros navais poderão receber entregas desses drones até 2021.

"O desafio do prêmio fly-off foi uma conquista rápida que nos permitiu avaliar as tecnologias existentes agora. Temos uma noção melhor do que está disponível, acessível e viável para o Corpo de Fuzileiros Navais
- Christina Petrow, líder da equipe da TRUAS.

Via: DroneDJ Fonte: Navair
User img

Mariela Cancelier

Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

PIX: TUDO que você PRECISA SABER

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.