Grupos privados do WhatsApp estão aparecendo em buscas feitas no Google
Créditos: Reprodução

Grupos privados do WhatsApp estão aparecendo em buscas feitas no Google

Ainda que a falha não seja generalizada, a recomendação é não divulgar links de convites em sites públicos

Os mais de dois bilhões de usuários do Whatsapp podem estar com sua privacidade em risco se utilizarem grupos privados para se comunicar. Aparentemente, o Google está indexando convites destes chats secretos, permitindo que, através de uma simples pesquisa, qualquer um encontre e participe destes grupos. 

A descoberta ganhou visibilidade graças a Jordan Wildon, jornalista da agência alemã Deutsch Welle. Através de uma série de tweets ele explicou que encontrou o problema por acaso, ao abrir a ferramenta CrowdTangle – usada para rastrear difusão de conteúdo na internet – em uma aba do WhatsApp Web. “A questão é que qualquer link de grupo compartilhado fora de mensagens privadas e seguras pode ser encontrado e acessado com relativa facilidade”, relatou.

O pessoal do Motherboard/Vice disse ter feito pesquisas específicas no Google e encontrou diversos links de convites para grupos do WhatsApp. Eles chegaram a conseguir entrar em um chat que se descrevia como sendo para ONGs credenciadas pelas Nações Unidas. Depois de ingressar no grupo, a reportagem pôde ver uma lista de todos os 48 participantes e seus números de telefone.

14/02/2020 às 15:36
Notícia

WhatsApp faz sua primeira propaganda mundial com Brasil e Car...

Campanha "Fica só entre vocês" do app de mensagens é sua primeira nessa escala

Como detalha o Wccftech, o Google não é o culpado pela falha, e sim o próprio WhatsApp  – ou Facebook, seu “dono”. O Google utiliza rastreadores que indexam as URLs em toda a internet, portanto, é responsabilidade dos sites e aplicativos colocar uma linha de código em suas páginas que permitam ao site de buscas saber que as informações ali contidas não devem ser descobertas.

Procurado, o WhatsApp explicou que os convites para grupos, quando divulgados publicamente na internet, podem ser encontrados por outros usuários. Em função disso, o porta-voz da empresa recomendou que os links que administradores de chats privados “desejam compartilhar em particular com pessoas que conhecem e confiam não devem ser publicados em um site acessível ao público”.

Via: Wccftech Fonte: Vice
User img

Gabriel Tagarro

Formado em jornalismo pela Universidade Castelo Branco, é apaixonado por games desde 1994, quando ganhou um Master System. Joga de tudo um pouco, seja no PC ou no console. Ama tecnologia e escreve com prazer sobre tudo que a envolve.

Semana BLACK FRIDAY: 7 DICAS para COMPRAR MUITO BARATO na INTERNET!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.