Google Chrome 81 trará suporte para realidade aumentada e NFC

Google Chrome 81 trará suporte para realidade aumentada e NFC

Nova versão do navegador já está disponível como Beta para Windows e outras plataformas

O Google Chrome 80 foi lançado no início deste mês e com isso a versão 81 agora começou a ser disponibilizada como Beta para Windows, macOS, Linux, Android e Chrome OS. Esta atualização não traz muitas alterações voltadas para o usuário, mas traz novas APIs para criação de aplicativos web poderosos.

28/01/2020 às 16:00
Notícia

Microsoft vai ajudar Google a levar recurso de organização de...

Ferramenta marca mais uma colaboração entre Microsoft e Google em seus navegadores

Web NFC
O Google tem trabalhado por anos para preencher a lacuna entre aplicativos web e nativos, e parte disso envolve dar aos aplicativos web o mesmo acesso ao hardware que os aplicativos nativos desfrutam. A API Web Bluetooth foi um grande passo nessa direção, e agora a tecnologia NFC (Near Field Communication) também pode ser utilizada por aplicativos web.

A nova API Web NFC permite que aplicativos web leiam e gravem em tags NFC. O Google diz que isso será útil para exposições de museus, gerenciamento de estoque, para fornecer informações em crachás de conferência, e para qualquer outra coisa que a NFC já está sendo usada.

A API toda é bem fácil de usar pelos desenvolvedores — apenas algumas linhas de código são necessárias para escrever dados para uma tag ou para ler dados existentes. Vale destacar que o Web NFC está na fase de avaliação, o que significa que o padrão ainda pode mudar e não vem habilitado por padrão.

Realidade aumentada e API Hit Test
A WebXR é a nova versão da API WebVR e foi projetada para criar experiências de realidade virtual e realidade aumentada em seu navegador. O Google Chrome 81 Beta finalmente oferece o suporte para realidade aumentada para todos, não sendo mais necessário habilitar recursos experimentais nas opções do navegador. Ele também adiciona suporte para a API Hit Test.


Google Chrome 81 trará suporte para realidade aumentada e NFC

A API Hit Test possibilita que os aplicativos da Web coloquem objetos virtuais em pontos do mundo real usando a câmera de um dispositivo. Estes objetos permanecem em seus lugares enquanto você move a câmera.

O Google Chrome no Android usa o Google Play Services para AR (anteriormente como ARCore) para alimentar o WebXR, então isso funciona tão bem quanto qualquer aplicativo de realidade aumentada para Android.

Outras novidades na versão 81 Beta incluem a remoção do suporte para TLS 1.0 e 1.1, o que fará com que os sites que ainda usam estes protocolos de segurança sejam marcados como inseguros, melhorias no suporte para o protocolo TLS 1.3 e mais.

Os desenvolvedores podem obter mais informações acessando o post publicado no Chromium Blog. A versão Beta do Google Chrome 81 está disponível para as plataformas suportadas em https://www.google.com/chrome/beta/
 

Fonte: BGR
User img

Fabio Rosolen

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Google decide usar IA para criar chips de IA mais rápido que os humanos

Google decide usar IA para criar chips de IA mais rápido que os humanos

Sistema deverá encontrar solução mais rápida para produzir chips mais eficientes


Jogos mobile de graça e Promoções! Acompanhe atualizações contantes nesse artigo [ATUALIZADO+]

Jogos mobile de graça e Promoções! Acompanhe atualizações contantes nesse artigo [ATUALIZADO+]

Nesse período de quarentena, dá pra matar o tédio com vários games


Firma-irmã da Google, Verily mostra como é exame drive-through para o Covid-19

Firma-irmã da Google, Verily mostra como é exame drive-through para o Covid-19

No momento, Project Baseline está limitado à área da Baía de São Francisco


Nova ferramenta da Google vai otimizar em até 40% GPUs da Qualcomm

Nova ferramenta da Google vai otimizar em até 40% GPUs da Qualcomm

Dispositivos com Snapdragon terão taxas de quadros mais altas e otimização da bateria


YouTube vai limitar qualidade de transmissão dos vídeos para evitar colapso da internet

YouTube vai limitar qualidade de transmissão dos vídeos para evitar colapso da internet

A medida terá 30 dias de duração e vale a partir desta terça-feira (24)