Nova técnica de impressão 3D promete criar objetos em segundos

Nova técnica de impressão 3D promete criar objetos em segundos

Técnica utiliza lasers e resina para construir o objeto inteiro ao invés de camadas

Uma nova técnica de impressão 3D promete reduzir o tempo para criar objetos e simplesmente imprimir qualquer coisa em segundos! Quem já utilizou ou acompanhou um processo de impressão 3D sabe que o objeto é feito através da construção de camada por camada, e isso demora horas ou até mesmo dias dependendo do quê a pessoa quer fazer. Mas e se pudéssemos imprimir tudo de uma vez ao invés de criar diversas camadas horizontais? 

Dicas de impressão 3D para quem está começando!

Para solucionar o problema da demora da impressão, uma nova técnica demonstrada por pesquisadores da Ecole polytechnique fédérale de Lausanne, na Suíça, conseguiu imprimir um modelo inteiro em segundos. As impressoras 3D são em sua maioria destinadas para construir protótipos e peças específicas para serem testadas ou servir como modelo de alguma apresentação. Esse processo de impressão 3D nada mais é do que centenas camadas horizontais 2D que são lentamente postas umas em cima das outras para formar o objeto. 

O vídeo de demonstração pública abaixo mostra o processo de criação de um objeto de 16 mm × 16 mm × 20 mm. Essa é considerada como uma das menores impressoras 3D do mundo

A nova técnica constrói um modelo "de dentro pra fora" a partir de uma resina fotossensível, moldando e endurecendo ela com um laser. Esse processo é comparável com o que é utilizado em raios-x e ultrassom, que permitem a impressão rotacional, de acordo com o relatório da pesquisa. A luz do laser é modulada com um chip DLP, que cobre todo o volume de construção e o recipiente de resina gira enquanto está sendo exposto à luz. O laser projeta o modelo em diferentes perspectivas de rotação, sincronizadas com a resina giratória. É assim que um modelo 3D inteiro pode ser produzido em segundos.

"Atualmente, o sistema é capaz de criar estruturas de dois centímetros com uma precisão de 80 micrômetros, basicamente o mesmo que o diâmetro de uma mecha de cabelo. Mas à medida que refinamos a tecnologia, deve ser possível moldar objetos maiores, potencialmente de até 15 centímetros", declarou a equipe de pesquisa.

Testamos uma impressora 3D! Veja como funciona essa tendência. 

Via: ARS Technica
User img

Mariela Cancelier

Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Intel se compromete a investir US$ 50 milhões para combater a Covid-19

Intel se compromete a investir US$ 50 milhões para combater a Covid-19

Empresa buscará acelerar pesquisas científicas e facilitar acesso de tecnologias a pacientes


Video mostra em 360º graus um laboratório de pesquisa contra o novo coronavírus

Video mostra em 360º graus um laboratório de pesquisa contra o novo coronavírus

Espaço na UFMG processa exames para tentar conter o aumento na demanda de hospitais públicos


Metade das empresas de pequeno porte dos EUA tem dinheiro para sobreviver 27 dias paradas

Metade das empresas de pequeno porte dos EUA tem dinheiro para sobreviver 27 dias paradas

Pesquisa de 2015 mostra como o coronavírus pode impactar a maior economia do mundo


Supercomputador da IBM aponta 77 drogas que podem virar remédio contra o coronavírus

Supercomputador da IBM aponta 77 drogas que podem virar remédio contra o coronavírus

Summit ajuda cientistas a encontrarem uma resposta mais eficaz contra o COVID-19


Próteses robóticas controladas de maneira intuitiva já são realidade

Próteses robóticas controladas de maneira intuitiva já são realidade

Pesquisadores da Universidade de Michigan desenvolveram método de implante de alta precisão