Play Store deleta 98% dos aplicativos que espiam textos e ligações no Android

Play Store deleta 98% dos aplicativos que espiam textos e ligações no Android

Google anunciou o banimento de apps considerados maliciosos

A Google anunciou que em 2019 ela conseguiu deletar da Play Store 98% dos aplicativos que espionavam mensagens e ligações. A empresa disse que os outros 2% restantes que ainda estão disponíveis na loja funcionam genuinamente e corretamente se o usuário conceder acesso aos dados de chamadas e SMS. Com as ameaças de segurança crescentes, a detecção a banimento de aplicativos maliciosos é uma prática aplicada tanto em sistemas operacionais Android quanto iOS, da Apple

07/02/2020 às 08:14
Notícia

Huawei, Oppo, Vivo e Xiaomi unem forças para competir com a G...

Elas estão trabalhando na plataforma que é conhecida como Global Developer Service Alliance (GDSA)

O banimento dos aplicativos faz parte de uma ação da Google iniciada em 2018 para desenvolvedores do Android. A empresa anunciou em uma conferência que estaria deletando as extensões Android que coletam SMS e também o histórico de chamadas sem necessidade. A empresa concedeu aos desenvolvedores um período limite de 90 dias para que eles pudessem se adaptar à nova política e consertar seus apps. Na semana passada, a Google publicou em seu Blog: "vimos uma redução significativa de 98% nos aplicativos que acessam SMS e registro de chamadas data”.

Alguns dos aplicativos que violam as regras da Google foram simplesmente sujeitos à atualização. Caso eles tenham sido modificados e estejam dentro dos requisitos, não há necessidade de banimento. A empresa também ressaltou que os 2% dos aplicativos que não foram banidos realmente precisam de acesso às chamadas e mensagens de texto para "desempenhar sua função principal". Isso quer dizer que os 98% dos aplicativos excluídos ou adaptados solicitavam acesso aos dados sob pretextos falsos com o único objetivo de roubar dados pessoais do usuário.

Google Play Store não mostrará mais notificações para aplicativos atualizados

De acordo com o site GizChina, apesar das novas regras do Google, ainda existem aplicativos Android maliciosos com status regular na Play Store. 

Fonte: GizChina
User img

Mariela Cancelier

Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.