Homem é preso nos EUA por usar US$ 350 milhões em Bitcoin para lavar dinheiro
Créditos: NewsBTC

Homem é preso nos EUA por usar US$ 350 milhões em Bitcoin para lavar dinheiro

De acordo com autoridades, criminoso agiu entre 2014 e 2017

Autoridades federais dos Estados Unidos prenderam um homem no estado de Ohio sob a acusação de lavar dinheiro usando Bitcoin. De acordo com as autoridades, o criminoso conseguiu um valor de US$ 350 milhões em criptomoedas para a prática entre 2014 e 2017. Normalmente, transações ilegais como essa estão ligadas não só à lavagem de dinheiro, mas a tipos de extorsões, malwares e até mesmo a grupos terroristas, segundo a companhia de segurança digital CipherTrace. 

Polícia acaba com golpe de bitcoin que gerou R$ 1,5 bilhão em prejuízo

A operação de lavagem de dinheiro foi realizada por Larry Dean Harmon e batizada de "Helix". O criminoso lavou dinheiro usando mais de US$ 350.000 milhões de Bitcoin em 4 anos. Segundo os documentos do processo, seus clientes podiam enviar Bitcoin aos destinatários de uma maneira projetada para ocultar a transação e o proprietário das criptomoedas. Dessa maneira era possível que quem enviasse o dinheiro pudesse esconder a origem ilícita dos ativos financeiros ou bens.

11/01/2020 às 10:06
Notícia

Pesquisa diz que 66% dos caixas eletrônicos de Bitcoin estão ...

Como seria de se esperar, crescimento é impulsionado por "millenials"

Também descobriu-se que o criminoso estava trabalhando em parceria com uma organização de 'mercado oculto" AlphaBay, conhecida por estar envolvida em  atividades ilegais como tráfico de drogas, disse o Departamento de Justiça dos EUA. "O único objetivo da operação de Harmon era ocultar transações criminais [...] mas devido à nossa crescente experiência na área, ele não conseguiu cumprir esse plano", afirmou Don Fort, chefe da divisão de investigação criminal do IRS. 

Larry Dean Harmon foi indiciado por conspiração para lavagem de dinheiro, operando uma empresa de envio monetário sem licença e conduzindo a transmissão de dinheiro sem uma licença do Distrito Federal dos Estados Unidos.

Fonte: The Verge
User img

Mariela Cancelier

Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

PIX: TUDO que você PRECISA SABER

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.