YouTube gerou receita de US$ 15 bilhões com publicidade em 2019
Créditos: Google

YouTube gerou receita de US$ 15 bilhões com publicidade em 2019

Receita com publicidade nos últimos três meses de 2019 foi de quase US$ 5 bilhões

O Google revelou nesta semana como parte do anúncio dos resultados financeiros da Alphabet para o quarto trimestre que o YouTube gerou quase US$ 5 bilhões em receita com publicidade nos últimos três meses de 2019.

Este é o primeiro relatório do CEO da Alphabet, Sundar Pichai, que assumiu como executivo-chefe de toda a empresa no final do ano passado depois que os cofundadores Larry Page e Sergey Brin promoveram Pichai, que anteriormente era CEO do Google, para a posição.

25/01/2020 às 13:10
Notícia

Youtuber tem vídeos desmonetizados por uso dos números “36” e...

Reivindicação foi sobre dois vídeos da streamer AnneMunition de 2017

O anúncio marca a primeira vez nos quase 15 anos do YouTube como uma plataforma de propriedade do Google - o Google comprou o site em 2006 por US$ 1,65 bilhão - que a empresa revelou quanto dinheiro os anúncios hospedados no YouTube contribuem para o resultado final da gigante de buscas.

O Google diz que o YouTube gerou US$ 15 bilhões em receita no ano passado e contribuiu com cerca de 10% para toda a receita da empresa. Esses números fazem do negócio de anúncios do YouTube quase um quinto do tamanho do Facebook, e mais de seis vezes maior do que todo o Twitch, de propriedade da Amazon.

YouTube gerou receita de US$ 15 bilhões com publicidade em 2019

O Google também disse que o YouTube já tem mais de 20 milhões de assinantes em suas ofertas Premium (YouTube sem anúncios) e Music Premium, além de mais de 2 milhões de assinantes em seu serviço de TV paga. A Alphabet diz que as receitas desses produtos são posicionadas na categoria "Outros", que gerou US$ 5,3 bilhões no último trimestre e também inclui hardware como telefones Pixel e alto-falantes Google Home. Isso torna difícil avaliar o desempenho específico de qualquer produto nessa categoria.

12/12/2019 às 15:50
Notícia

Série documental sobre IA com Robert Downey Jr estreia dia 18...

Produção original com ator que interpreta o Homem de Ferro estará disponível de graça

No total, a Alphabet teve receita de US$ 46 bilhões no trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2019, um aumento de 17% em relação a 2018. O lucro foi de quase US$ 10,7 bilhões. O negócio de buscas do Google continua sendo o grande fazedor de dinheiro do império em expansão da Alphabet, conseguindo US$ 27,2 bilhões no trimestre. Além da receita de anúncios do YouTube, o Google também divulgou o desempenho financeiro de sua divisão de computação em nuvem. O relatório com os resultados financeiros revela que a plataforma Google Cloud gerou receita de US$ 2,6 bilhões no trimestre.

Isso significa que o Google superou massivamente as expectativas de Wall Street em relação ao lucro, mas não em receita. Essa pode ser uma das razões para o Google pode estar divulgando as receitas do YouTube e da plataforma Google Cloud pela primeira vez.

Continua após a publicidade

Para acalmar os investidores, é importante que o Google lembre a todos que seu negócio não depende apenas de seu mecanismo de busca, e que tem outros negócios em rápido crescimento e separados como o YouTube e sua divisão de computação em nuvem para geração de receita.

O Google Search gerou receita de US$ 98,1 bilhões em 2019, mas isso representa um aumento de apenas 15% em relação a 2018. O YouTube, por outro lado, cresceu de US$ 11,2 bilhões em 2018 para US$ 15,15 bilhões no ano passado, um salto de 36,5%. Dito isto, uma perda de receita dessa magnitude para a Alphabet significa que os investidores não ficaram satisfeitos e as ações da Alphabet caíram mais de 4%.

Fonte: The Verge
User img

Fabio Rosolen

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.