Coronavírus: Apple fecha todos os escritórios e lojas na China até 9 de fevereiro
Créditos: Nigel Young/Foster + Partners

Coronavírus: Apple fecha todos os escritórios e lojas na China até 9 de fevereiro

Vírus já matou mais de 200 pessoas na China

De acordo com um comunicado oficial da Apple divulgado por um jornalista da Bloomberg, a empresa fechará todos os seus escritórios corporativos e lojas na China até 9 de fevereiro por causa do Coronavírus.

Agora que o surto de Coronavírus matou mais de 200 pessoas na China, infectou quase 12.000 em todo o mundo, foi declarado uma emergência global de saúde pública, desencadeou a primeira quarentena obrigatória do CDC nos Estados Unidos em 50 anos e proibições a cidadãos estrangeiros voltando da China, e pressionou muitas companhias aéreas a suspender temporariamente todos os voos para o país, faz sentido que a Apple feche esses edifícios por precaução.

18/02/2020 às 12:00
Artigo

Entenda o que é o Coronavírus e como ele pode afetar a indúst...

Empresas estão parando temporariamente sua produção para conter o vírus

No caso das fábricas da Foxconn usadas para fabricação de produtos para a Apple e outras empresas, a empresa disse recentemente que o surto do vírus não deve impactar sua produção. A Nintendo, que tem consoles de videogame fabricados na China, disse que o surto do Coronavírus já impactou a produção do Nintendo Switch, de acordo com o site japonês Kyoto Shimbun.

As lojas da Apple geralmente são um lugar comum para os clientes se reunirem, tocarem nos mesmos dispositivos eletrônicos e experimentá-los antes de decidir sobre as compras. Com o fechamento das 42 lojas da empresa, a loja online continuará funcionando normalmente. A empresa disse que continuará monitorando a situação e que reabrirá suas lojas "o mais rápido possível".

A Apple está restringindo a viagem de funcionários para a China a situações críticas para seus negócios e divulgou uma previsão de receita mais ampla do que a habitual devido à incerteza em torno do vírus. 

Outras empresas com presença na China também tomaram medidas para ajudar a evitar a disseminação do vírus. A maior companhia aérea da Austrália, Qantas Airways Ltd. e a Cebu Air Inc., uma companhia aérea das Filipinas, anunciaram que suspenderão os voos para a China. As montadoras Honda Motor Co. e Nissan Motor Co. evacuaram os trabalhadores de Wuhan, onde os primeiros casos de infecção pelo vírus foram detectados, enquanto a Starbucks Corp. fechou mais de 2.000 locais na China continental.

Fonte: The Verge, Bloomberg
User img

Fabio Rosolen

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.