Reino Unido ignora administração Trump e permite que a Huawei construa partes da sua rede 5G
Créditos: IC

Reino Unido ignora administração Trump e permite que a Huawei construa partes da sua rede 5G

Empresa chinesa recebeu permissão para construir partes não críticas da rede

O governo britânico deu sinal verde para a Huawei construir parte de sua rede celular 5G de próxima geração, rejeitando pedidos da administração Trump para boicotar o fornecedor chinês de equipamentos de telecomunicações por questões de segurança.

O governo disse que a Huawei teria permissão para construir partes não críticas da rede 5G do país. O Conselho de Segurança Nacional britânico concluiu que os riscos à segurança que a empresa chinesa apresentou poderiam ser gerenciados. Funcionários da Huawei sempre negaram repetidamente as alegações do governo americano de que a empresa representa um risco à segurança.

17/01/2020 às 10:14
Notícia

Da China para o mundo: Huawei enviou 6,9 milhões de celulares...

Tecnologia chega ao Brasil neste ano para melhorar a qualidade de conexão móvel

Apesar da permissão, a empresa chinesa ainda será proibida de fornecer componentes para "partes sensíveis" da rede, que são o seu núcleo. Além disso, ela só poderá responder por 35% dos componentes na periferia de uma rede, que inclui os mastros de rádio. Ela também será excluída de áreas próximas a bases militares e instalações nucleares.

"A Huawei está tranquila com a confirmação do governo britânico de que podemos continuar trabalhando com nossos clientes para manter o lançamento da rede 5G dentro do prazo", disse o chefe da empresa no Reino Unido, Victor Zhang, em comunicado. "Isso dá ao Reino Unido acesso à tecnologia líder mundial e garante um mercado competitivo."

O primeiro-ministro Boris Johnson enfrentou pressão dos Estados Unidos e de alguns deputados britânicos conservadores para bloquear a gigante tecnológica chinesa com base na segurança nacional. Mas Pequim havia alertado o Reino Unido de que poderia haver repercussões "substanciais" para outros planos comerciais e de investimento se a empresa fosse banida.

A decisão foi descrita como o maior teste da estratégia pós-Brexit de Johnson até o momento.

Reino Unido ignora administração Trump e permite que a Huawei construa partes da sua rede 5G

A Huawei sempre negou que ajudaria o governo chinês a atacar um de seus clientes. O fundador da empresa disse que preferia "fechar a empresa" em vez de ajudar "qualquer atividade de espionagem".

O governo também disse que o Reino Unido precisa "melhorar a diversidade no fornecimento de equipamentos" para as redes de telecomunicações do país.

Atualmente, além da Huawei, existem quatro fornecedores principais:

Nokia - uma empresa finlandesa
Ericsson - uma empresa sueca
Samsung - uma empresa sul-coreana
ZTE - uma empresa chinesa que o governo do país possui parcialmente

Os ministros apoiarão "o surgimento de novos entrantes disruptivos para a cadeia de suprimentos" e promoverão "a adoção de padrões abertos e interoperáveis", disse um comunicado do Departamento de Digital, Cultura, Mídia e Esporte. As novas regras ainda devem ser debatidas e aprovadas pelos deputados.

Fonte: The Wall Street Journal, BBC
User img

Fabio Rosolen

Testamos o ROG Phone 3!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.