Avast vendeu dados confidenciais de usuários para empresas como Google, Pepsi e Microsoft
Créditos: Avast/ Reprodução

Avast vendeu dados confidenciais de usuários para empresas como Google, Pepsi e Microsoft

Informações coletadas incluem histórico de navegação, dados de GPS e comportamento, além de várias outras

Reportagem da Vice Motherboard em conjunto com a PCMag revela que a Avast Software, dona de um dos antivírus mais populares do mundo, está vendendo dados confidenciais de navegação de milhões de usuários para diversas empresas como Google, Pepsi e Microsoft

A investigação tem como base documentos vazados da Jumpshot, uma subsidiária da Avast. De acordo com as informações obtidas, o antivírus instalado nos computadores coleta os dados, que são “embalados” pela Jumpshot em vários produtos. Estes pacotes, por sua vez, são vendidos para diversas empresas como Google, Yelp, Microsoft, McKinsey, Pepsi, Sephora, Home Depot, Condé Nast, Intuit e várias outras. Segundo a reportagem, algumas destas companhias pagaram “milhões de dólares” por produtos que incluem o chamado "All Clicks Feed", que pode rastrear o comportamento do usuário, cliques e movimentação nos sites com detalhes altamente precisos.

Créditos: Vice/ Reprodução

A Avast tem mais de 435 milhões de usuários ativos mensalmente. Já a Jumpshot diz possuir dados de 100 milhões de dispositivos. De acordo com a apuração, estas pessoas – mesmo não estando cientes de tal informação – teriam dado aval para a coleta e posterior venda dos seus dados. 

09/01/2020 às 14:31
Notícia

Samsung Pay ganha opção para impedir venda de dados nos EUA

Recurso afeta funções do serviço e pode ser exclusivo do país

As informações obtidas pela reportagem incluem pesquisas no Google, pesquisas de locais, coordenadas de GPS e visitas ao LinkedIn, além de vídeos específicos do YouTube e acessos a sites pornográficos. Ainda que os dados não incluam informações pessoais, especialistas alertam que a grande quantidade de dados de navegação específicos pode anular o anonimato de certas pessoas.

Em outubro, o pesquisador de segurança e criador do AdBlock Plus, Wladimir Palant, já havia mostrado que a Avast coletava informações de seus usuários. Na época, Mozilla, Opera e Google removeram as extensões do Avast e da AVG das lojas de extensões dos respectivos navegadores. Desde então, a Avast - que falou no longínquo 2015 sobre a coleta de informações e posterior compartilhamento - diz ter parado de enviar dados ao Jumpshot.

Fonte: Vice
User img

Gabriel Tagarro

Formado em jornalismo pela Universidade Castelo Branco, é apaixonado por games desde 1994, quando ganhou um Master System. Joga de tudo um pouco, seja no PC ou no console. Ama tecnologia e escreve com prazer sobre tudo que a envolve.

TUDO que o NVIDIA BROADCAST consegue fazer!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.