Xiaomi vai fechar temporariamente lojas na China por causa do novo coronavírus
Créditos: pcworld | Showmetech

Xiaomi vai fechar temporariamente lojas na China por causa do novo coronavírus

O fechamento vai de amanhã, dia 28 de janeiro, até 2 de fevereiro

A Xiaomi anunciou que irá fechar temporariamente suas lojas físicas em várias cidades da China devido à epidemia do novo coronavírus no país. O período previsto para a interrupção dos serviços vai de amanhã, dia 28 de janeiro, até 2 de fevereiro.

15/01/2020 às 19:54
Notícia

EUA e China assinam primeira fase de acordo comercial

Fase dois do acerto, ainda em negociação, acabará com as barreiras restantes

A decisão foi divulgada hoje, dia 27, através de um comunicado à imprensa. A Xiaomi tomou essa atitude, segundo a própria companhia, a fim de "cooperar com os governos em todos os níveis para fazer um bom trabalho na prevenção da epidemia, responder de forma abrangente e ativa às políticas e medidas nacionais [...]", além de preservar a saúde dos cidadãos expostos à doença.

"A Xiaomi House [...] retomará as operações em 3 de fevereiro de 2020 e será notificado separadamente se houver algum ajuste." - Comunicado da Xiaomi.

A empresa explica que compras nesse período devem ser feitas através do website oficial da marca ou pelo aplicativo Xiaomi Mall. Além disso, caso algum cliente precise de serviços pós-venda, um número de telefone foi indicado pela companhia  - postagem de produtos serão gratuitas.  

Os primeiros registros do novo coronavírus na China foram feitos recentemente e causam, dando uma explicação bem geral, infecções respiratórias. Até a manhã de hoje, 2.744 casos de doença foram confirmados e o número de mortos chegou a 81 pessoas - 76 delas na província de Hubei, onde fica a cidade de Wuhan, epicentro da epidemia.

Até agora, vários setores do mercado mundial tem sido afetados. As ações asiáticas e europeias tem operado em queda devido às preocupações sobre o coronavírus e diversas empresas tem interrompido suas atividades, assim como a Xiaomi. As comemorações do Ano Novo Lunar na China também foram canceladas e o governo do país suspendeu todas viagens turísticas ao exterior e dentro do território chinês.

Apesar disso, A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que ainda não é necessário declarar emergência internacional. 

Continua após a publicidade
Via: Gizmochina
User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.