É oficial: Príncipe da Arábia Saudita hackeou o telefone do CEO da Amazon, Jeff Bezos
Créditos: 9to5mac | mubashir24 | itforum365

É oficial: Príncipe da Arábia Saudita hackeou o telefone do CEO da Amazon, Jeff Bezos

Um relatório da empresa de segurança forense FTI Consulting confirmou o caso

Nesta última semana, o The Guardian divulgou que o príncipe da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, teria hackeado o telefone do CEO da Amazon, Jeff Bezos, em maio de 2018. Até então, uma história no mínimo curiosa, mas um relatório da empresa de segurança forense FTI Consulting confirmou que isso de fato aconteceu.

23/01/2020 às 14:30
Notícia

Amazon entra na justiça para pausar negociações do acordo JED...

A empresa afirma que a escolha foi baseada em interferência política e favoritismo

O caso foi concluído com "confidencialidade média para alta" depois de mais ou menos um ano de buscas da companhia de investigação forense. O aparelho teria sido violado depois que o príncipe enviou um arquivo malicioso por mensagem para Bezos.

Para aqueles que não estão familiarizados, o profissional de investigação forense estuda a "cena do crime" e utiliza conhecimentos e técnicas avançadas para auxiliar a justiça na resolução de crimes - incluindo identificar possíveis autores e comprovar sua culpa. A base dos estudos forenses inclui antropologia, odontologia, criminologia, psicologia, etc.

Apesar disso, especialistas em segurança do CyberScoop acreditam que a FTI não se aprofundou o suficiente no caso e que poderia ter analisado o arquivo criptografado que Mohammed enviou. O Ex-Chefe de Segurança do Facebook, Alex Stamos, também disse que não há uma grande prova concreta para culpar o príncipe da Arábia Saudita no relatório. 

E como se não fosse suficiente, os porta-vozes da Casa Branca também comentaram sobre o assunto via Twitter.

"'A Arábia Saudita é obviamente uma aliada importante", diz Hogan Gidley. "Não tenho mais informações do que isso. Obviamente, levamos essa situação a sério.'"

O caso, mesmo concluído, continua bastante controverso. Para quem ficou interessado, é possível conferir o relatório da FTI Consulting na íntegra neste link.

Via: Tweak Town, The Verge, cyberscoop Fonte: FTI Consulting
User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Confira dicas para proteger as crianças na internet durante a quarentena

Confira dicas para proteger as crianças na internet durante a quarentena

Com tudo fechado, inclusive escolas, é natural que grande parte dos jovens passe mais tempo conectado


Google libera recursos de edução para ajudar professores e alunos durante a pandemia

Google libera recursos de edução para ajudar professores e alunos durante a pandemia

Além de fornecer conteúdos sobre EAD online, a empresa tornou os benefícios do Meet gratuitos por tempo limitado


YouTube começa a testar o Shorts, novo rival do TikTok

YouTube começa a testar o Shorts, novo rival do TikTok

A novidade começou a chegar para alguns usuários do aplicativo


Ex-executivo da Boeing vai liderar serviços de entrega por drones Amazon Prime Air

Ex-executivo da Boeing vai liderar serviços de entrega por drones Amazon Prime Air

Amazon recebeu recentemente autorização para testar novo serviço nos EUA


WhatsApp reduz duração de vídeos publicados na aba Status durante a quarentena

WhatsApp reduz duração de vídeos publicados na aba Status durante a quarentena

A medida começou a ser aplicada na Índia, para evitar o colapso da internet