Google ajuda Janelia Research Campus em novo marco no mapeamento de neurônios
Créditos: Janelia Research Campus

Google ajuda Janelia Research Campus em novo marco no mapeamento de neurônios

Modelo com 25.000 neurônios de uma mosca é o maior e mais completo já feito

O centro de pesquisas Janelia Research Campus divulgou nessa semana o maior mapeamento de neurônios já criado, e com melhor resolução também. O vídeo abaixo mostra um panorama geral dos 25.000 neurônios de uma mosca drosófila. A demonstração chega a separar por áreas de neurônios responsáveis por funções fisiológicas do animal:

A criação do modelo exigiu ma quantidade de processamento fora do comum para o mapeamento adequado de tantos neurônios. Para isso, o pessoal da Janelia teve a ajuda da Google, como os próprios pesquisadores divulgaram:

Para realizar o mapeamento, colocando em termos bem simplificados, os cientistas fatiaram metade do cérebro de uma mosca em fatias extremamente finas e depois usaram um microscópio de eléctrons para criar imagens de cada um desses pedaços com um fluxo de eléctrons. Uma espécie de escaneamento em nível microscópico.


Créditos da imagem: Janelia Research Campus

O feito do mapeamento desses 25.000 neurônios pode não parecer dos maiores quando pensamos que ele foi feito usando o cérebro de uma mosca. Ainda mais levando em consideração que nem foi o cérebro todo da mosca, que conta com mais ou menos 100.000 neurônios. Mas ainda assim, é um passo extremamente importante para a ciência. Agora existe um modelo de alta resolução onde os cientistas conseguem traçar a atividade de um neurônio individual até a execução de sua função, o que abre novos caminhos para a compreensão da atividade cerebral.

Claro que ainda estamos um bocado distantes de um mapeamento parecido num cérebro mais complexo. Nós humanos, por exemplos, contamos com mais ou menos 86 bilhões de neurônios, um número difícil até de imaginar. Claro que avanços não só na pesquisa científica, mas também no desenvolvimento de hardware - como o da Google - serão necessários para, quem sabe, chegar num nível perto desse com o cérebro humano.

Fonte: TweakTown
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.