Em investigação, FBI desbloqueia iPhone 11 Pro Max sem auxílio da Apple

Em investigação, FBI desbloqueia iPhone 11 Pro Max sem auxílio da Apple

Governo americano solicitou ajuda da empresa no passado, mas foi negada

O FBI conseguiu desbloquear um aparelho da Apple, o iPhone 11 Pro Max, sem necessidade da ajuda da empresa. O embate entre o governo americano e o sistema de segurança da Apple acontece há anos, já que a empresa tem se recusado repetidas vezes a desbloquear os aparelhos de pessoas suspeitas em crimes ou até mesmo detentos. Segundo a Forbes, o FBI já possui tecnologia para conseguiu burlar a segurança interna dos dispositivos iPhone. 

O caso mais recente envolvendo o desbloqueio de iPhone aconteceu em 2019, e novas informações sobre o evento mostram que até mesmo os novos modelos da Apple podem ser submetidos às táticas para quebrar sua criptografia. No final do ano passado, o FBI estava interessado em liberar as informações do aparelho de Baris Ali Koch, acusado por ajudar um criminoso (que era seu irmão) a fugir do país com seus próprios documentos. O telefone em questão era um iPhone 11 Pro Max, modelo todo de linha da empresa. De acordo com o suspeito, ele não forneceu nenhum tipo de senha, e mesmo assim o FBI conseguiu ter acesso ao smartphone. 

18/07/2019 às 17:57
Notícia

FBI pode investigar FaceApp para ver se Rússia tem dados de c...

App famoso por mostrar como pessoas ficariam velhas diz que deleta a maioria dos dados coletados

Segundo informações, o FBI utilizou um aparelho chamado GrayKey para desbloquear o iPhone 11 Pro Max. Esse gadget seria capaz de passar pela segurança do celular e liberar seu acesso. Em 2018, a Apple teria banido o acesso aos seus produtos via GrayKey, mas parece que otimizações na ferramenta permitiram que o FBI conseguisse acesso aos modelos mais modernos. 

Apple se recusa a criar quebra de segurança em iPhone para que FBI consiga dados de terrorista

No passado, o FBI requisitou a ajuda da Apple para desbloquear o aparelho de um dos responsáveis por um tiroteio em massa na Flórida, Estados Unidos, mas a empresa se recusou. 

Via: TecnoBlog
User img

Mariela Cancelier

Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Estamos com a MI BAND 5! Veja o que a PULSEIRA INTELIGENTE da XIAOMI pode fazer

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.