Pokémon Go tem o seu ano mais lucrativo da história em 2019
Créditos: Niantic

Pokémon Go tem o seu ano mais lucrativo da história em 2019

Game gerou US$ 894 milhões em receitas, mais do que em seu lançamento em 2016

O game de realidade aumentada Pokémon Go teve o seu ano de maior lucro em 2019, superando até mesmo o surpreendente resultado que ele havia obtido em 2016, na época em que foi lançado.

30/09/2019 às 10:16
Notícia

Pokémon Go: usuários de smartphones Xiaomi alegam que estão s...

O problema parece estar relacionado com a MIUI e o sistema anti-cheat do jogo

Segundo a firma especializada em análises do mercado de dispositivos móveis, Sensor Tower, a Niantic gerou o equivalente a US$ 894 milhões (R$ 3,6 bilhões) apenas através de compras dentro do seu aplicativo mais popular.

De acordo com o site The Verge, esse feito fica ainda mais impressionante se considerarmos as quedas apresentadas por Pokémon Go em 2017, tanto na quantidade de jogadores quanto nas receitas geradas.

Fonte: Sensor Tower

Naquele ano, houve uma queda de 29% em relação ao período de lançamento do game, resultando num total de US$ 589 milhões (R$ 2,4 bilhões). Isso significa que a empresa foi competente tanto no processo de recuperar jogadores antigos quanto na obtenção de novos usuários – além da manutenção daqueles que mais gastam no aplicativo.

Essa virada começou em 2018, quando a equipe de desenvolvedores da Niantic trabalhou para implementar uma série de novos recursos para Pokémon Go. Isso inclui a introdução de batalhas de reide, de trocas de monstros com outros jogadores e a melhoria dos efeitos de câmera com uso de Realidade Aumentada.

Fonte: Sensor Tower

Ao encontrar um nicho de jogadores altamente dedicados, a Niantic conseguiu se tornar altamente lucrativa na indústria de apps para dispositivos móveis. A prova disso veio em 2018, quando eles registraram um crescimento de 38%, fechando com receitas de US$ 816 milhões (R$ 3,3 bilhões).

Continua após a publicidade

Segundo as estimativas da Sensor Tower, Pokémon Go já arrecadou mais de US$ 3,1 bilhões (R$ 12,6 bilhões) desde o seu lançamento em 2016. É importante notar que nem todo esse dinheiro vai diretamente para a Niantic.

Isso porque a empresa possui um acordo de compartilhamento de receitas com a The Pokémon Company, detentora dos direitos da franquia de monstros colecionáveis. Parte dessa grana ainda vai para a Nintendo, que é dona de 32% das ações Pokémon Company.

O imenso sucesso de Pokémon Go tornou a Niantic na desenvolvedora líder de games para Realidade Aumentada. Desde então, a empresa começou a licenciar o seu kit de ferramentas para criação de apps em AR, a Niantic Real World Platform, para terceiros.

Além disso, eles ainda criador um jogo de Realidade Aumentada de Harry Potter em parceria com a Warner Bros. – e fizeram um reboot do seu game original de AR, Ingress, com o nome de Ingress Prime.

Via: The Verge Fonte: Sensor Tower
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.