Project Artemis: Microsoft lança ferramenta gratuita para combater o abuso infantil online
Créditos: Getty Images

Project Artemis: Microsoft lança ferramenta gratuita para combater o abuso infantil online

Tecnologia será disponibilizada gratuitamente para empresas de serviços online qualificadas.

A Microsoft desenvolveu uma nova técnica para detectar e denunciar predadores que tentam atrair crianças online. Apelidada como "Project Artemis", a tecnologia será disponibilizada gratuitamente para empresas de serviços online qualificadas que oferecem uma função de bate-papo.

26/12/2019 às 10:09
Notícia

YouTube teria considerado a triagem de todos os vídeos do You...

No último minuto, a CEO Susan Wojcicki desistiu do plano.

A ferramenta analisa conversas baseadas em texto e avalia se elas poderiam ser consideradas ou não como aliciamento. Ela então atribui uma classificação e as empresas podem usar essas classificações para sinalizar conversas para análise por moderadores humanos.

O projeto começou em novembro de 2018 durante o evento "360 Cross-Industry Hackathon" da Microsoft. Desde então, a Microsoft, The Meet Group, Roblox, Kik, Thorn e outras empresas ajudaram no desenvolvimento da ferramenta. 

A partir de 10 de janeiro de 2020, o licenciamento da ferramenta Project Artemis ficará a cargo da Thorn, que foi fundada em 2012 e tem como principal objetivo o combate contra o abuso sexual de crianças.

Project Artemis: Microsoft lança ferramenta gratuita para combater o abuso infantil online

Em seu anúncio sobre o Project Artemis, a Microsoft disse que a ferramenta é “um avanço significante, mas não uma solução definitiva”. “A exploração sexual infantil e abuso online e a detecção de aliciamento infantil online são problemas pesados. Mas não somos dissuadidos pela complexidade e complexidade de tais questões. Pelo contrário, estamos disponibilizando a ferramenta neste momento para obter mais contribuições e engajamento de outras empresas e organizações de tecnologia com o objetivo de melhoria e refinamento contínuos”.

09/01/2020 às 16:31
Notícia

Twitter permitirá que os usuários limitem quem pode ou não re...

Os novos controles estarão disponíveis ainda em 2020.

A Microsoft não é a única empresa grande de tecnologia que luta contra a exploração e o abuso infantil. No ano passado, o YouTube removeu centenas de canais e desativou comentários em dezenas de milhões de vídeos depois que relatos sugeriram que um grupo de pornografia infantil atuava na plataforma.

O Facebook disse que usa aprendizado de máquina para combater a exploração infantil, e o aplicativo Tumblr já foi removido uma vez da App Store da Apple quando imagens com abuso sexual infantil passaram por seus filtros.

Fonte: TweakTown, Engadget, Microsoft
User img

Fabio Rosolen

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Registros de 250 milhões de atendimentos da Microsoft são expostos por falha

Registros de 250 milhões de atendimentos da Microsoft são expostos por falha

Erro de configuração vazou informações entre 2005 e 2019


Software de segurança Microsoft Defender será lançado para iOS e Android

Software de segurança Microsoft Defender será lançado para iOS e Android

Empresa revelará mais detalhes durante a conferência de segurança RSA na próxima semana


Kaspersky culpa Microsoft por problemas com atualização do Windows 10

Kaspersky culpa Microsoft por problemas com atualização do Windows 10

Atualização KB4524244 já foi removida do Windows Update


O que é o Windows 10X? Entenda o sistema e o futuro dos dispositivos de duas telas

O que é o Windows 10X? Entenda o sistema e o futuro dos dispositivos de duas telas

Os Windows Insider já podem testar o emulador da versão alternativa do Windows


Microsoft lança seu novo aplicativo Office para Android

Microsoft lança seu novo aplicativo Office para Android

Ele é compatível somente com smartphones, tablets não são suportados