Ransomware: empresa de câmbio terá que pagar U$6 milhões por dados roubados
Créditos: Eco IT

Ransomware: empresa de câmbio terá que pagar U$6 milhões por dados roubados

Sequestro foi revelado pelo grupo conhecido como REvil na noite de ano-novo

A empresa de câmbio internacional Travelex está tendo que utilizar papel e caneta para trabalhar após hackers sequestrarem dados do sistema da empresa, apenas após o pagamento de U$6 milhões será possível acessar novamente os dados salvos. O ataque foi feito no ano novo, e como resultado disso a empresa tirou do ar seus sites em mais de 30 países para conter o vírus e proteger os dados.

Proteção contra Violações no
Windows  10 agora vem habilitada por padrão

Segundo conta a Travelex em post oficial, isto é um ato de uma gangue de criminosos cibernéticos conhecidos pela utilização do vírus Ransomware, sequestrador de dados. Eles também são conhecidos como REvil e invadiram os computadores da empresa e concluíram o download de 5GB de dados sensíveis dos clientes da companhia. Entre os dados constam número de cartões de crédito, data de nascimento, número de seguros e outros.

O grupo disse à empresa que a única forma de manter a segurança dos dados e garantir que eles não usem qualquer informação obtida é fazer o pagamento, assim tudo será deletado e a rede voltará ao normal. Apesar da pressão, a empresa começa a retornar aos poucos suas atividades, os dados acessados estariam criptografados, o que não é garantia de que os sequestradores não conseguirão utilizá-los. Por hora, a Travelex conta que está trabalhando em conjunto com a polícia e que separou times de TI especializados em segurança cibernética para resolver o caso.

Apesar do ataque evidente, no dia 31 a empresa exibiu apenas uma mensagem que seu site estava fora ar por manutenção na Europa, Asia e nos Estados Unidos. Nenhum e-mail de comunicado foi enviado explicando as reais condições da empresa e nem um post público em redes sociais. O caso continua em investigação, com possibilidade de clientes da empresa do mundo todo serem prejudicadas com o ocorrido, resta esperar para conferir os desdobramentos do ataque.

Fonte: BBC, Travelex

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.