Apresentação de Ano Novo com drones em Xangai não aconteceu ao vivo
Créditos: Reuters

Apresentação de Ano Novo com drones em Xangai não aconteceu ao vivo

Exibição foi gravada no dia 28 de dezembro para facilitar transmissão global e também por questões de segurança

Xangai deu um show com drones em voo sincronizado e mostrou ao mundo uma alternativa para a comemoração de Ano Novo, só existia um porém, na verdade a transmissão feita pela China era uma apresentação gravada. Muitos chineses acompanharam a exibição dos drones nas televisões e quando foram às ruas não viram nada de surpreendente. Segundo a BBC, os responsáveis pela transmissão confirmaram que foi na verdade uma captura do dia 28 de dezembro. 

Muitos sites noticiaram a apresentação como se tivesse acontecido no dia 31, já que a estatal chinesa que fez a transmissão omitiu a informação. Cerca de 2000 drones decolaram para formar o formato de fogos de artifício, sendo visto como uma alternativa futurística e menos poluente. Na Weibo, rede social favorita dos chineses, um vídeo mostra a mesma gravação já no dia 29.

O espetáculo, entre outras razões, foi gravado para garantir o efeito de "transmissão global ao vivo", permitindo uma edição mais elaborada. As autoridades locais também avisaram que no dia 30 que não haveria qualquer celebração pública. Algumas pessoas nos comentários do vídeo no YouTube afirmam que isso não anula a qualidade do espetáculo. Ainda outros reforçam que isso é bom para evitar acidentes causados por multidões. Xangai não comemora o Ano Novo nas ruas desde 2014, quando cerca de 40 pessoas morreram em um acidente.

Conheça os incríveis shows de luzes
feitos por drones que acontecem na China

Apresentações com drones são capazes de surpreender pelos formatos apresentados em sincronia, aqui no Mundo Conectado já listamos algumas imagens impressionantes formadas através destas aeronaves. A China é pioneira neste tipo de tecnologia e é capaz de fazer as mais variadas imagens, de dragões até palavras, veja mais neste outro post.

Fonte: BBC

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.