MedRoom utiliza realidade virtual para treinar estudantes de medicina
Créditos: MedRoom

MedRoom utiliza realidade virtual para treinar estudantes de medicina

Fundada em 2016, startup já faturou mais de R$1 milhão e a expectativa é alcançar R$5 milhões até o final de 2020

A MedRoom criou uma maneira diferente de auxiliar a aprendizagem de estudantes de medicina, criou uma paciente virtual, chamada carinhosamente de Lucy, que permite que o estudo do corpo humano de maneira avançada. Estudos de anatomia e a fisiologia do corpo humano podem ser realizados de maneira mais imersiva, visualizando cada órgão com fidelidade anatômica atestada pelo Hospital Albert Einsten.

Hoje, a empresa conta com um time de 26 pessoas e a intenção é aumentar o faturamento de 1 para R$5 milhões até o final de 2019. Com o laboratório virtual já instalado na universidade do Hospital Albert Einstein, na Faculdade Pernambucana de Saúde, na Faminas e na Unifaminas, o objetivo da startup é expandir e chegar a, pelo menos, 30 faculdades de medicina brasileiras até 2020.

Com a tecnologia da MedRoom, os estudantes podem ver a estrutura anatômica do paciente de forma realista. Além disso, eles têm a facilidade de interagir com órgãos e sistemas, facilitando o aprendizado. 

10/12/2019 às 11:43
Notícia

Foca ajuda cientistas a medir temperatura no Oceano Antártico

Estudo fez descoberta importante para compreensão das variações de temperatura no globo

Pensando no futuro, o executivo conta que a startup pretende desenvolver simulações de casos clínicos. "Os alunos vão conseguir treinar como receber e conversar com pacientes, examiná-lo, fazer o diagnóstico, decidir quais procedimentos ou medidas tomar e, por fim, chegar à realização do procedimento de fato", ressalta.

Segundo Vinícius, CEO da MedRoom, o potencial de exploração das experiências são infinitas. Já Sandro Nhaia, CTO da startup, acredita que nas faculdades onde ferramenta foi implementada o feedback do corpo docente é muito animador. Ele conta que os professores estão de diferentes formas, desde o estudo de anatomia e fisiologia no corpo virtual até a criação de um Quiz para validar o conhecimento do aluno em assuntos específicos.

Fonte: MedRoom
User img

Neri Neto

O universo geek faz parte do dia a dia, da vida, deste jornalista. Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, Neri Neto é responsável por conteúdos diversos no Mundo Conectado. Ele adora tecnologia, cinema, games e descobriu ainda na infância que a linguagem dos vídeos seria perfeita para falar de tudo que ama. Neri também fala bastante em terceira pessoa, gosta de descontrair e está sempre nas redes sociais.

A GoPro HERO9 Black chegou - praticamente PERFEITA!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.