Huawei Mate 30 alcança 12 milhões de unidades enviadas aos lojistas
Créditos: Huawei

Huawei Mate 30 alcança 12 milhões de unidades enviadas aos lojistas

Mesmo sem serviços da Google, smartphones topo de linha têm vendido bem

A série de smartphones topo de linha da Huawei, Mate 30 Pro, têm vendido bem mesmo sem a presença do Google Mobile Services (GMS). De acordo com o site My Drivers, a linha de celulares da fabricante chinesa já ultrapassou a marca de 12 milhões de unidades enviadas aos lojistas.

23/12/2019 às 15:28
Notícia

EMUI 10 já está presente em 10 milhões de smartphones da Huawei

Atualização baseada no Android 10 começou a ser disponibilizada em setembro deste ano.

Isso tudo em apenas três meses após os smartphones chegarem ao mercado. Há a expectativa de que as vendas totais podem chegar a 20 milhões de unidades, no fim do ciclo de vida do Mate 30.

Site oficial: Huawei Mate 30 Pro 5G

Representantes da Huawei tinham afirmado em novembro que o Mate 30 e o Mate 30 Pro haviam superado a marca de 7 milhões de smartphones vendidos – isso apenas 60 dias após a chegada dos produtos ao mercado.

O que também significa que, nos últimos 30 dias, foram vendidos impressionantes 5 milhões de smartphones topo de linha da fabricante chinesa. Ou seja, as vendas dos produtos estão crescendo, e não diminuindo, no momento.

Vale lembrar que as versões do Mate 30 e do Mate 30 Pro compatíveis com internet móvel 5G foram lançadas no final de novembro, o que teria ajudado a alavancar as vendas da linha. Há uma tendência de popularização e de crescimento do 5G na China, o que ajudou a impulsionar as vendas do Mate 30.

A mais recente série de smartphones topo de linha da Huawei foi lançada sem o Google Mobile Services (GMS) por causa da pressão exercida pelo governo dos Estados Unidos. A administração Trump promoveu sanções contra a fabricante chinesa com o argumento de que a empresa ameaçava a segurança nacional dos EUA.

Via: My Drivers, PPL Ware
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O fim do CANAL do RATO BORRACHUDO e o Dilema das Redes Sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.