Órgão regulador dos EUA defende que todos os drones sejam rastreados
Créditos: Good Free Photos

Órgão regulador dos EUA defende que todos os drones sejam rastreados

Propósito seria garantir maior segurança e evitar atentados terroristas

Representantes do órgão regulador de aviação nos Estados Unidos, a Federal Aviation Administration (FAA), apresentaram uma proposta onde defendem que quase todos os drones vendidos no país sejam rastreáveis através de dados de rádio. O objetivo dos reguladores é aumentar a segurança do uso de aeronaves não tripuladas e evitar atentados terroristas.

22/11/2019 às 19:17
Notícia

Piloto de drone é multado em US$ 20.000 depois de pousar Phan...

Incidente aconteceu em Las Vegas, onde é ilegal voar com drones num raio de 8 km do aeroporto

A primeira redação das novas regras sugere a criação de uma enorme rede de rastreamento, que seria responsável por ficar de olho em produtos que vão desde brinquedos até grandes drones comerciais. Com isso, as forças da lei poderão identificar dispositivos que estejam voando para qualquer lugar, desde áreas urbanas congestionadas até zonas rurais.

Site oficial: Federal Aviation Administration

Como aponta a Fortune, essas medidas controversas da FAA formam a base do futuro do comércio baseado em drones. A definição dessas regras será fundamental para o mercado de entregas através de aeronaves não tripuladas em projetos como o Prime Air da Amazon ou o Wings da Alphabet (Google).

Fonte: Flo Dnd/Pexels

A única e limitada exceção para essa nova regra dos Estados Unidos serão aeromodelos e drones que pesam menos de 250 gramas. Todas as outras aeronaves não tripuladas teriam que transmitir sua posição e a identidade do seu operador em todos os momentos, caso a proposta da FAA se concretize.

Representantes de agências policiais e de segurança nacional dos EUA têm sugerido ações do tipo há algum tempo, por causa do aumento nas ameaças envolvendo drones. Recentemente, aconteceram uma série de situações complicadas que resultaram no cancelamento de voos em aeroportos e até mesmo em colisões com outras aeronaves.

Via: Fortune Fonte: FAA
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.