Sony está lutando para atender à demanda por seus sensores de imagem
Créditos: Sony

Sony está lutando para atender à demanda por seus sensores de imagem

Mesmo com suas fábricas operando 24 horas, isso não está sendo suficiente.

A Sony está trabalhando duro para produzir seus sensores de imagem, mas mesmo com suas fábricas operando 24 horas, isso não está sendo suficiente. Pelo segundo ano consecutivo, a empresa japonesa manterá suas fábricas de chips em operação durante a temporada de final de ano para tentar atender à demanda por sensores usados em câmeras de smartphones, de acordo com Terushi Shimizu, o chefe da unidade de semicondutores da Sony.

08/11/2019 às 08:17
Notícia

Sony revela primeiras imagens obtidas com seu novo sensor IMX686

Segundo rumores, o sucessor do IMX586 terá entre 60 e 64MP

"A julgar pela forma como as coisas estão indo, mesmo depois de todo esse investimento na expansão da capacidade, ainda pode não ser suficiente", disse Shimizu em uma entrevista na sede da empresa em Tóquio. "Estamos tendo que pedir desculpas aos clientes porque simplesmente não podemos produzir o suficiente"

A Sony possui uma participação de mais de 50% no mercado de sensores de imagem para câmeras de smartphones e entre seus clientes estão empresas como Apple e Xiaomi.

Na tentativa de lidar com a demanda, a empresa investiu no aumento da sua capacidade de produção com a construção de uma nova fábrica em Nagasaki, que está programada para entrar em operação a partir de abril de 2021.

"A câmera se tornou o maior diferencial para marcas de smartphones e todo mundo quer que suas fotos e vídeos publicados em redes sociais pareçam agradáveis", disse Masahiro Wakasugi, analista da Bloomberg Intelligence. "A Sony entendeu isso muito bem".

Sony está lutando para atender à demanda por seus sensores de imagem

A empresa também está vendo um aumento na demanda por uma nova geração de sensores de imagem que podem ver o mundo em três dimensões. Esses sensores usam um método conhecido como "time of flight", que emite pulsos de laser e mede quanto tempo leva para eles retornarem. Com isso é possível criar modelos de profundidade mais detalhados.

A Sony é a fabricante por trás do sensor IMX586 de 48MP, que foi utilizado em diversos dispositivos como o Redmi K20 Pro e o OnePlus 7. Seu sucessor, o IMX686, vai competir com o gigante de 108MP da Samsung, oferecerá resolução de 64MP e será apresentado nos smartphones lançados em 2020, como o Redmi K30.

Fonte: Engadget, Gizmochina
User img

Fabio Rosolen

A GoPro HERO9 Black chegou - praticamente PERFEITA!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.