Rússia afirma que testou com sucesso sua própria internet
Créditos: Shutterstock

Rússia afirma que testou com sucesso sua própria internet

Os resultados dos testes agora serão apresentados ao presidente Vladimir Putin.

O governo russo testou com sucesso sua alternativa à internet global. Detalhes específicos sobre o teste não foram divulgados, mas o Ministério das Comunicações afirmou que os usuários comuns não notaram nenhuma diferença. Os resultados agora serão apresentados ao presidente Vladimir Putin.

A lei "internet soberana" do governo — que permite que conteúdo seja bloqueado em uma "situação de emergência" — entrou em vigor em novembro passado, e o presidente Putin assinou recentemente uma lei que proíbe a venda de dispositivos sem aplicativos russos pré-instalados.

22/11/2019 às 17:08
Notícia

Rússia exigirá que dispositivos vendidos no país tenham softw...

A nova lei entrará em vigor em 2020

Países como a China, o Irã e a Arábia Saudita já restringem o que os seus cidadãos podem acessar e como eles podem se comunicar na internet. O projeto russo, apelidado como Runet, possivelmente será algo similar e permitirá que o governo filtre o conteúdo usando seus próprios censores.

Os especialistas continuam preocupados com esta tendência. "Infelizmente, a direção russa é apenas mais um passo na crescente quebra da internet", disse o Professor Alan Woodward, cientista da computação da Universidade de Surrey. "Cada vez mais, os países autoritários que querem controlar o que os cidadãos veem estão olhando para o que Irã e China já têm feito. Isso significa que as pessoas não terão acesso ao diálogo sobre o que está acontecendo em seu próprio país, eles serão mantidos dentro de sua própria bolha".

A iniciativa envolve restringir os pontos em que a versão russa da rede se conecta à internet global, dando ao governo mais controle sobre o que seus cidadãos podem acessar. "Isso efetivamente fará com que os provedores e as empresas de telecomunicações configurem a internet dentro de suas fronteiras como uma intranet gigantesca", explicou o Professor Woodward.

Como o governo estabeleceria o que alguns chamam de "Runet soberana"? Os países recebem serviços web estrangeiros através de cabos submarinos ou "nós" - pontos de conexão em que os dados são transmitidos de e para as redes de comunicação de outros países. Estes teriam de ser bloqueados ou pelo menos regulamentados.

Rússia afirma que testou com sucesso sua própria internet

Isto exigiria a cooperação dos provedores nacionais e seria muito mais fácil de ser conseguido se houvesse apenas um pequeno número de empresas estatais envolvidas. Quanto mais redes e conexões um país tem, mais difícil é controlar o acesso. A Rússia precisaria então criar um sistema alternativo.

No Irã, a Rede Nacional de Informação permite o acesso aos serviços web enquanto policia o conteúdo da rede e limita as informações externas. Ela é gerida pela estatal Telecommunication Company. Um dos benefícios de transformar o acesso à Internet em um ambiente controlado pelo governo é que as redes privadas virtuais (VPNs), muitas vezes usadas para contornar o bloqueio de conteúdo, não funcionariam.
 

Fonte: Engadget, BBC
User img

Fabio Rosolen

TUDO que o NVIDIA BROADCAST consegue fazer!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.