IBM descobre tecnologia de bateria de iodeto que seria superior à atual
Créditos: IBM

IBM descobre tecnologia de bateria de iodeto que seria superior à atual

Cientistas da firma encontraram design que não usa metais pesados como íons de lítio

Cientistas da IBM desenvolveram uma nova tecnologia de baterias que pode ter desempenho superior ao design mais utilizado atualmente, que é o de íons de lítio. Esse novo modelo da fabricante norte-americana não utiliza metais pesados e seria uma alternativa mais sustentável para o que usamos hoje.

10/12/2019 às 14:47
Notícia

IBM desenvolve patente para impedir roubos efetuados por drones

Sistema usa um dispositivo de internet das coisas (IoT) em conjunto com o blockchain da IBM

Para levar essa tecnologia dos laboratórios até aplicações práticas, os executivos da IBM assinaram acordos de desenvolvimento em conjunto com a Mercedes-Benz Research, com a Developtment North America e com a Sidus.

Num primeiro momento, essa nova tecnologia de bateria teria aplicações em indústrias como a automotiva e a de smart grids, por exemplo. A alternativa da IBM seria superior ao que outras empresas já desenvolveram, que incluem o uso de materiais como níquel e cobalto – trazendo riscos humanitários e ambientais.

Fonte: IBM Research

Em vez disso, os pesquisadores da IBM Research desenvolveram um design de bateria que usa iodeto como o material catódico ativo. Esse elemento pode ser extraído da própria água do mar.

Ao combinar esse material catódio com uma nova formulação de eletrólitos proprietária, foi possível desenvolver baterias de alto desempenho e que não são inflamáveis. Com isso, obtém-se um material que é considerado altamente promissor para as indústrias de transporte e de energia.

A começar pelos veículos elétricos, que podem se beneficiar de algumas das caraceterísticas do modelo da IBM. Entre elas estão sua baixa chance de inflamar, seu baixo custo e o seu rápido tempo de carregamento.

Continua após a publicidade

Segundo os cientistas, esse modelo poderia levar apenas 5 minutos para atingir uma carga de 80%. Todos esses elementos são problemas hoje para as baterias de íons de lítio, que custam caro, demoram para ser recarregadas e ainda são inflamáveis.

Para o uso em redes elétricas e smart grids, o modelo da IBM tem como vantagem o seu longo ciclo de vida. Com isso, ele é estável o suficiente para ser mais sustentável, ter menor impacto e ser uma opção mais barata para esse caso de uso.

Via: Solar Power World
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Estamos com a MI BAND 5! Veja o que a PULSEIRA INTELIGENTE da XIAOMI pode fazer

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.