China corta tarifas de importação para alguns produtos dos EUA
Créditos: Kremlin

China corta tarifas de importação para alguns produtos dos EUA

Mudança deve resultar na redução dos preços de alguns produtos de tecnologia

O governo da China anunciou que irá reduzir as tarifas de importação sobre uma série de commodities dos Estados Unidos, o que também inclui alguns tipos de tecnologia. Com isso, a expectativa é de que uma série de produtos baseados nesses commodities possam ter os seus preços reduzidos.

23/12/2019 às 11:17
Notícia

Vendas do Mi Mix Alpha começam ainda em dezembro, anuncia Xiaomi

Celular tem especificações de alto desempenho e design inovador

Como aponta o site TechPowerUp, isso é um claro sinal de que as tensões entre China e Estados Unidos estão sendo reduzidas. A lista completa de bens que tiveram os seus impostos reduzidos inclui 859 diferentes commodities, que vão desde matérias-primas até uma variedade de polímeros e plásticos.

Além disso, também foram reduzidas as tarifas de uma série de outros commodities que afetam diretamente nos custos de produção de eletrônicos. Isso inclui materiais para a fabricação de dispositivos de armazenamento de energia (como, por exemplo, baterias), equipamentos para fabricação de semicondutores e componentes de displays LCD e OLED.

Fonte: Bloomberg

Assim como os bens necessários para a criação de uma série de produtos tecnológicos, a decisão do governo chinês também afeta commodities de outras indústrias, como a alimentícia, a de automação industrial e a de agricultura.

Ainda segundo a publicação, os itens que estão na lista atualizada de tarifas de importação da China somam US$ 389 bilhões (R$ 1,5 bilhões) em comércio anual. Isso representa 18% das importações anuais do país asiático. A expectativa é de que a redução nos impostos não irá beneficiar apenas as exportações norte-americanas para os chineses, mas que também vá estimular cortes parecidos por parte dos Estados Unidos.

  
Fonte: TechPowerUp

De acordo com o site Bloomberg, economistas preveem que o crescimento econômico do PIB chinês irá cair para cerca de 6% durante o ano de 2020. Com o objetivo de impedir maiores quedas, o Ministério das Finanças da China teria decidido pela redução das tarifas de importação.

Você pode clicar aqui para conferir a lista completa (em mandarim) no site do governo chinês com os bens que tiveram suas tarifas de importação reduzidas.

Via: TechPowerUp Fonte: Bloomberg
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

OnePlus 8 Pro não passará de US$ 1.000 e terá Snapdragon 865 e RAM LPDDR5

OnePlus 8 Pro não passará de US$ 1.000 e terá Snapdragon 865 e RAM LPDDR5

Nem mesmo a alternativa mais cara do topo de linha chegará ao valor, mesmo com UFS 3.0


Ex-executivo da Boeing vai liderar serviços de entrega por drones Amazon Prime Air

Ex-executivo da Boeing vai liderar serviços de entrega por drones Amazon Prime Air

Amazon recebeu recentemente autorização para testar novo serviço nos EUA


Drones da DJI serão utilizados em atendimentos emergênciais

Drones da DJI serão utilizados em atendimentos emergênciais

Fabricante de drones anunciou parceria com a empresa Rosenbauer, especializada no combate a incêndios


Câmeras termográficas ajudam a combater Covid-19 em aeroportos e fábricas

Câmeras termográficas ajudam a combater Covid-19 em aeroportos e fábricas

Tecnologia ajuda governos a encontrarem quem está com febre, um dos sintomas da doença


COVID-19: Drone registra enorme fila de carros para receber alimentos nos EUA

COVID-19: Drone registra enorme fila de carros para receber alimentos nos EUA

Cidade de Pitsburgo, na Pensilvânia, fez distribuição gratuita de comida em meio à pandemia