Facebook anuncia a compra da PlayGiga, empresa espanhola de jogos na nuvem
Créditos: PlayGiga

Facebook anuncia a compra da PlayGiga, empresa espanhola de jogos na nuvem

Um tweet publicado pela conta oficial do Facebook Gaming confirmou a notícia ao dar as boas vindas à PlayGiga.

O Facebook anunciou a aquisição da PlayGiga, empresa espanhola de jogos na nuvem. A empresa já oferecia seus serviços em países como a própria Espanha, Argentina, Itália e Chile.

20/11/2019 às 10:37
Notícia

Google Stadia é lançado como primeira plataforma de streaming...

O serviço já está disponível para os primeiros 14 países com suporte a tecnologia

A aquisição foi confirmada pelo Facebook ao CNBC depois dos relatos de Cinco Dias na semana passada afirmando que a aquisição era iminente e avaliada em €70 milhões (cerca de US$ 78 milhões).

Um tweet publicado pela conta oficial do Facebook Gaming confirmou a notícia ao dar as boas vindas à PlayGiga. Uma mensagem no site da empresa espanhola diz que sua equipe “está mudando para algo novo e que continuará trabalhando com jogos na nuvem, mas agora com uma nova missão”.

A aquisição da empresa pelo Facebook vem em um momento que indica o crescimento do mercado de jogos na nuvem graças à entrada de alguns grandes nomes. Em novembro o Google lançou o serviço de streaming de jogo Google Stadia, enquanto a Microsoft já está testando seu próprio serviço de streaming de jogos conhecido atualmente pelo codinome Project xCloud. O serviço da Microsoft tem lançamento previsto para 2020. A Sony já oferece o PlayStation Now, um serviço que possibilita tanto o streaming como o download de jogos e custa US$ 9,99 por mês.

Comparada com estes grandes nomes da indústria, a PlayGiga é relativamente menor. A empresa tinha planos de expandir sua presença no mercado antes da aquisição pelo Facebook. Além dos quatro países mencionados no início deste post, a empresa planejava expandir sua atuação para o Oriente Médio e estava explorando a possibilidade de oferecer sua biblioteca com mais de 300 jogos na Suécia, Áustria, Holanda e Guatemala. Não há garantidas de que o Facebook usará esta aquisição para lançar seu próprio serviço de jogos na nuvem, mas as relações que a PlayGiga mantém com as empresas de jogos e sua tecnologia de streaming podem tornar o processo mais fácil caso ela queira fazer isso.

Facebook anuncia a compra da PlayGiga, empresa espanhola de jogos na nuvem

O Facebook vem se focando muito em jogos nos últimos anos. E março a empresa incluiu a seção “Jogos” à sua barra de navegação, que uniu o serviço Facebook Gaming e sua coleção de jogos baseados na Web. A empresa também se mostrou bem interessada em realidade virtual após a aquisição da Oculus em 2014.

Fonte: The Verge
User img

Fabio Rosolen

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Facebook sofre com pico de acesso durante período de quarentena

Facebook sofre com pico de acesso durante período de quarentena

Total de mensagens cresceu 50% e número de chamadas de vídeos dobrou em alguns países


WhatsApp vai ganhar recurso que pesquisa no Google se notícia é verdadeira

WhatsApp vai ganhar recurso que pesquisa no Google se notícia é verdadeira

Funcionalidade está sendo testada na versão beta do aplicativo


Coronavírus: Facebook, Microsoft, Google e outras empresas unem forças para combater notícias falsas

Coronavírus: Facebook, Microsoft, Google e outras empresas unem forças para combater notícias falsas

Vírus já matou mais de 7.900 pessoas em todo o mundo


Samsung anuncia o fim do PlayGalaxy Link, seu streaming de games do PC pro celular

Samsung anuncia o fim do PlayGalaxy Link, seu streaming de games do PC pro celular

Serviço nem chegou a sair de sua fase de testes e acaba no dia 27 de março


Novos malware no Android permitem que cibercriminosos acessem suas redes sociais

Novos malware no Android permitem que cibercriminosos acessem suas redes sociais

Programas maliciosos trabalham juntos para invadir suas contas pessoais