FAA autoriza startup DroneSeed a plantar árvores com drones em áreas de queimadas

FAA autoriza startup DroneSeed a plantar árvores com drones em áreas de queimadas

Opção permite que reflorestamento seja mais rápido e seguro

A FAA (Agência Federal de Aviação dos Estados Unidos) aprovou que drones da startup DroneSeed possam plantar árvores em áreas que foram incendiadas. O reflorestamento através de VANTs (veículos aéreos não tripulados) torna a operação mais rápida e segura, de acordo com a agência federal. Essa já é a segunda autorização recebida pela DroneSeed, sendo que a empresa também pode fazer o uso de drones com fins de plantio fora da área de visão dos pilotos.

03/10/2018 às 16:33
Notícia

FAA permite que drones de DJI e outras marcas voem perto de a...

Para isso, é necessário ter um piloto profissional no comando da aeronave e ter aprovação da agência

Agora, a DroneSeed pode operar seus drones de plantio de sementes além da linha de visão visual (BVLOS) em áreas florestais e pós-incêndio. Ou seja, a empresa pode fazer esse reflorestamento e operar além da visão de um piloto. Essa autorização é, até agora, uma classificação exclusiva apenas para a DroneSeed, sendo ela a primeira empresa de seu setor capaz disso. As licenças de BVLOS são difíceis de serem aprovadas. Segundo números divulgados em 2018 pela FAA, mais de 10.200 pedidos de isenção do BVLOS foram submetidos à agência por operadores comerciais de drones e 99% não foram aprovados.

No passado, a FAA também já tinha autorizado a DroneSeed para operar vários drones para cargas pesadas de até cinco aeronaves, cada uma com mais de 57 libras (sendo essa a primeira e única aprovação da FAA). Essa medida ajudou a garantir um projeto de restauração florestal pós-incêndio. A DroneSeed é uma empresa dos Estados Unidos, e possui licenças em Idaho, Oregon e Washington e está buscando ativamente a capacidade de operar no Arizona, Califórnia e Colorado.

Fonte: Suasnews
User img

Mariela Cancelier

Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

MAVIC AIR 2 - Uma análise de DRONE no PARAÍSO

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.