DroneDeploy usa drones para monitorar a Grande Barreira de Coral na Austrália
Créditos: DroneDeploy

DroneDeploy usa drones para monitorar a Grande Barreira de Coral na Austrália

Startup levantou US$ 35 milhões em investimentos da AirTree Ventures e da Bessemer Venture

A empresa de software norte-americana DroneDeploy irá usar drones para ajudar a monitorar a Grande Barreira de Coral da Austrália. A startup conseguiu levantar US$ 35 milhões (R$ 143 milhões) numa rodada de investimentos de série D, graças aos fundos AirTree Ventures e Bessemer Venture Partners.

03/12/2019 às 16:15
Notícia

Austrália começa a usar câmeras com Inteligência Artificial p...

País é o primeiro do mundo a implementar tecnologia em todo um estado

A DroneDeploy irá trabalhar em parceria com a Autoridade do Parque Marinho da Grande Barreira de Corais, organização responsável por proteger a Grande Barreira de Coral. Eles usarão drones predominantemente autônomos para capturarem imagens do recife e transformá-las num mapa rico em dados. Esse mapa irá permitir que as autoridades rastreiem e trabalhem melhor na proteção e na restauração dos corais.

Site oficial: DroneDeploy

Como aponta o site Drone DJ, a AirTree Venture não costuma investir em empresas de fora da Austrália ou da Nova Zelândia. Apesar disso, eles fizeram uma exceção para a DroneDeploy.

Continua após a publicidade

A Grande Barreira de coral da Austrália é composta por 2.900 recifes, 600 ilhas e 300 atóis de coral. Ela tem comprimento de 2.200 quilômetros e larguras que variam entre 30km e 740km. Essa é a maior estrutura do mundo composta de organismos vivos e pode ser vista do espaço.

Foto aérea mostra parte da Grande Barreira de Corais (Fonte: Wikimedia Commons)

Em 1981, a faixa de corais foi eleita um dos patrimônios mundiais da humanidade pela UNESCO. Ela é protegida pelo Parque Marinho de Grande Barreira de Corais, que tem como principal propósito limitar a pesca e o turismo na área, reduzindo os impactos da ação humana.

Via: DroneDJ
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.