Indústria de drones deve valer um total de US$ 1,5 trilhão em 2040
Créditos: Je Shoots/Pexels

Indústria de drones deve valer um total de US$ 1,5 trilhão em 2040

Firma de análise Morgan Stanley aponta que segmento do mercado valerá US$ 100 bilhões em 2020

A indústria dos drones deverá continuar o seu crescimento acentuado durante as próximas décadas, com a firma especializada em análise de mercado Morgan Stanley prevendo que o segmento de drones alcançará um valor total de US$ 1,5 trilhão (R$ 6,3 trilhões) em 2040. Além disso, os analistas da empresa também apontam que as aeronaves não tripuladas vão movimentar US$ 100 bilhões em 2020.

25/11/2019 às 13:35
Artigo

Veja os melhores DRONES para comprar na Black Friday [+UPDATE]

Mavic Mini acabou de chegar e está entre os mais interessantes para ficar de olho

Ou seja, isso significa que a indústria de drones tem o potencial para aumentar de tamanho em 15 vezes nos próximos 20 anos. Muito disso se deve aos novos usos que estão só agora sendo desenvolvidos para esse tipo de aeronave, incluindo dentro de serviços militares de emergência e até no segmento do transporte privado.

Segundo especialistas entrevistados pela rede de TV CNBC, a expectativa é de que o uso de drones irá crescer em todos os três segmentos. Ao mesmo tempo, os custos de produção deverão diminuir e a tecnologia por trás desses drones deverá se tornar cada vez mais sofisticadas. Para os consumidores domésticos, o principal uso desse tipo de drone está em drones compactos para fotografia recreativa.

Já para a área comercial, os drones são usados em setores como transporte, agricultura, construção e até para regastes em desastres. Na aviação, os drones podem facilitar as inspeções de segurança a partir do uso das suas câmeras para verificar áreas de difícil alcance.

Fonte: CNBC

Continua após a publicidade

Para completar, tem ainda o uso militar das aeronaves não tripuladas. Nesse segmento, as forças armadas de diferentes países podem usar os gadgets para espionagem, para avaliar a situação da batalha, para ganhar vantagens táticas em confrontos e até para atirar em alvos.

Via: Drone DJ
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.