Entenda o porquê do visual controverso do Tesla Cybertruck
Créditos: Tesla

Entenda o porquê do visual controverso do Tesla Cybertruck

Pode não se tratar de um escolha meramente estética

O Tesla Cybertruck foi anunciado na quinta-feira (21), e chamou atenção por vários motivos, sendo o principal deles o “design futurista” do veículo. O assunto rapidamente virou assunto na internet e se tornou piada nas redes sociais.

Devido a todo o alvoroço criado em torno do assunto, o site TechCrunch buscou uma explicação. Em resumo, segundo eles, pode não ter sido uma escolha da Tesla, e sim uma necessidade demandada pelo projeto como um todo. Para começar, o texto destaca que o Cybertruck traz vários recursos semelhantes aos da pick-up Honda Ridgeline de primeira geração.

pode não ter sido uma escolha da Tesla

De acordo com a matéria, ambos são fabricados de maneira fora do padrão. Diferentemente do processo utilizado comumente em pick-ups, no caso do Cybertruck e da Honda Ridgeline é empregado um design unibody, muito parecido com o que é usado na maioria dos veículos de passageiros. Eles são construídos em torno do que é essencialmente uma gaiola de metal. O TechCrunch ressalta que este tipo de fabricação faz sentido dentro da proposta do Cybertruck, já que a Tesla quer as baterias embaixo do veículo e usando toda a estrutura do corpo para protegê-las.

25/10/2019 às 16:12
Notícia

Elon Musk avalia que Tesla pode lucrar mais com energia do qu...

CEO da firma diz ter certeza que divisão da empresa terá o mesmo tamanho que sua área de carros elétr...

Além disso, o site explica que a estrutura dos veículos tende, naturalmente, à torção (algo semelhante ao torcer de uma toalha molhada). Em um design de estrutura no chassi, mais comum, o motor repousa sobre um chassi grande, que absorve grande parte das tensões. Em um design unibody, como no Cybertruck ou Ridgeline, o corpo é submetido às mesmas forças, mas precisa usá-lo para evitar torções. A estrutura diferenciada acaba agindo como um contraforte, ajudando assim na absorção da energia e evitando que o veículo torça.

Não é possível afirmar que a Tesla apresentou a versão final do Cybertruck. Se o design visto na apresentação não for o final, há uma chance de a empresa implementar algumas mudanças estruturais e produzir algo mais convencional.

Continua após a publicidade
Fonte: TechCrunch
User img

Gabriel Tagarro

Formado em jornalismo pela Universidade Castelo Branco, é apaixonado por games desde 1994, quando ganhou um Master System. Joga de tudo um pouco, seja no PC ou no console. Ama tecnologia e escreve com prazer sobre tudo que a envolve.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.