Microsoft recebe permissão para continuar vendendo software para a Huawei

Microsoft recebe permissão para continuar vendendo software para a Huawei

EUA concederam à Microsoft uma licença para exportação de software

A Microsoft recebeu uma licença para poder voltar a exportar software para a Huawei. A gigante do software fez parte de uma longa lista de empresas de tecnologia sediadas nos EUA que foram forçadas a cumprir a ordem executiva do presidente Donald Trump com o objetivo de reprimir as empresas chinesas de tecnologia.

18/11/2019 às 17:26
Notícia

EUA concedem à Huawei nova licença extendida de 90 dias

É a terceira licença concedida pelo Departamento de Comércio norte-americano

De acordo com um representante da Microsoft, o Departamento de Comércio dos EUA atendeu o pedido da empresa e concedeu no dia 20 de novembro uma licença para que ela possa voltar a exportar “software de mercado de massa” para a Huawei.

Não está imediatamente claro a que "mercado de massa" o representante se refere, mas a Microsoft normalmente vende licenças do Windows e do Office para a Huawei. É provável que ela seja capaz de, pelo menos, voltar a vender licenças do seu sistema operacional para a empresa chinesa, o que ajudará com as soluções de servidor da Huawei e com seus laptops com Windows.

A Microsoft é uma de várias empresas dos EUA que estão começando a obter novas licenças para fornecimento de bens à Huawei.

Microsoft recebe permissão para continuar vendendo software para a Huawei

A Huawei foi forçada a adiar o lançamento de um novo laptop com Windows que deveria ser revelado na CES Asia no início deste ano. A Microsoft também parou brevemente de vender o laptop MateBook X Pro em suas lojas, antes de voltar a vender o estoque existente de laptops da empresa chinesa.

Mais importante para a Microsoft, a capacidade de vender licenças novamente será fundamental para o trabalho da empresa com a Huawei no Azure. A Microsoft e a Huawei operam uma solução de nuvem híbrida - usando servidores Huawei certificados pela Microsoft. O trabalho da Huawei no Azure e em seus laptops ainda pode ser complicado por proibições que afetem o fornecimento de componentes de empresas sediadas nos EUA como a Intel.

A Microsoft ficou bem quieta em relação à proibição da venda do Windows para a Huawei. A Huawei poderia ter armazenado um estoque de hardware como processadores Intel, mas seria mais difícil estocar licenças do Windows e do Office e ao mesmo tempo garantir que a Microsoft estava agindo em conformidade com as regras impostas pelos EUA. Esta nova licença de exportação amenizará a situação e é provável que mais laptops da Huawei com Windows serão lançados como resultado disso.

Fonte: The Verge
User img

Fabio Rosolen

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Honor V30 Pro é classificado como o 2º melhor celular do mundo para fotos

Honor V30 Pro é classificado como o 2º melhor celular do mundo para fotos

Modelo fica atrás apenas de seu "irmão" Huawei Mate 30 Pro 5G


Microsoft está tentando resolver problema de alto consumo de RAM e bateria do Chrome

Microsoft está tentando resolver problema de alto consumo de RAM e bateria do Chrome

A preocupação da companhia pode ter bastante relação com o seu próprio navegador Edge


Roh Tae-moon é o novo chefe da divisão de smartphones da Samsung

Roh Tae-moon é o novo chefe da divisão de smartphones da Samsung

Com 52 anos, ele é o presidente mais jovem que a empresa já teve


Huawei anuncia lista completa de celulares que vão receber EMUI 10 e Android 10

Huawei anuncia lista completa de celulares que vão receber EMUI 10 e Android 10

Aparelhos das linhas Mate 20 e P30 começarão a receber a atualização ainda em janeiro


Huawei vai usar base de mapas da TomTom em seus celulares

Huawei vai usar base de mapas da TomTom em seus celulares

O acordo foi fechado algum um tempo atrás, mas só agora ele foi revelado publicamente