Microsoft recebe permissão para continuar vendendo software para a Huawei

Microsoft recebe permissão para continuar vendendo software para a Huawei

EUA concederam à Microsoft uma licença para exportação de software

A Microsoft recebeu uma licença para poder voltar a exportar software para a Huawei. A gigante do software fez parte de uma longa lista de empresas de tecnologia sediadas nos EUA que foram forçadas a cumprir a ordem executiva do presidente Donald Trump com o objetivo de reprimir as empresas chinesas de tecnologia.

18/11/2019 às 17:26
Notícia

EUA concedem à Huawei nova licença extendida de 90 dias

É a terceira licença concedida pelo Departamento de Comércio norte-americano

De acordo com um representante da Microsoft, o Departamento de Comércio dos EUA atendeu o pedido da empresa e concedeu no dia 20 de novembro uma licença para que ela possa voltar a exportar “software de mercado de massa” para a Huawei.

Não está imediatamente claro a que "mercado de massa" o representante se refere, mas a Microsoft normalmente vende licenças do Windows e do Office para a Huawei. É provável que ela seja capaz de, pelo menos, voltar a vender licenças do seu sistema operacional para a empresa chinesa, o que ajudará com as soluções de servidor da Huawei e com seus laptops com Windows.

A Microsoft é uma de várias empresas dos EUA que estão começando a obter novas licenças para fornecimento de bens à Huawei.

Microsoft recebe permissão para continuar vendendo software para a Huawei

A Huawei foi forçada a adiar o lançamento de um novo laptop com Windows que deveria ser revelado na CES Asia no início deste ano. A Microsoft também parou brevemente de vender o laptop MateBook X Pro em suas lojas, antes de voltar a vender o estoque existente de laptops da empresa chinesa.

Mais importante para a Microsoft, a capacidade de vender licenças novamente será fundamental para o trabalho da empresa com a Huawei no Azure. A Microsoft e a Huawei operam uma solução de nuvem híbrida - usando servidores Huawei certificados pela Microsoft. O trabalho da Huawei no Azure e em seus laptops ainda pode ser complicado por proibições que afetem o fornecimento de componentes de empresas sediadas nos EUA como a Intel.

A Microsoft ficou bem quieta em relação à proibição da venda do Windows para a Huawei. A Huawei poderia ter armazenado um estoque de hardware como processadores Intel, mas seria mais difícil estocar licenças do Windows e do Office e ao mesmo tempo garantir que a Microsoft estava agindo em conformidade com as regras impostas pelos EUA. Esta nova licença de exportação amenizará a situação e é provável que mais laptops da Huawei com Windows serão lançados como resultado disso.

Fonte: The Verge
User img

Fabio Rosolen

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Amazon entra na justiça para pausar negociações do acordo JEDI com a Microsoft

Amazon entra na justiça para pausar negociações do acordo JEDI com a Microsoft

A empresa afirma que a escolha foi baseada em interferência política e favoritismo


Microsoft expõe registros de suporte de 250 milhões de clientes por acidente

Microsoft expõe registros de suporte de 250 milhões de clientes por acidente

Erros de base de dados deixaram dados expostos a qualquer um com um navegador


Huawei Watch GT2 e FreeBuds 3 são lançados no Brasil

Huawei Watch GT2 e FreeBuds 3 são lançados no Brasil

Ambos estarão disponíveis a partir de 23 de janeiro através de revendedores autorizados


Huawei Mate 40 Pro pode ter 8 câmeras no total - 5 traseiras e 3 frontais

Huawei Mate 40 Pro pode ter 8 câmeras no total - 5 traseiras e 3 frontais

Ele apareceu em uma patente registrada pela empresa chinesa na Alemanha


Honor V30 Pro é classificado como o 2º melhor celular do mundo para fotos

Honor V30 Pro é classificado como o 2º melhor celular do mundo para fotos

Modelo fica atrás apenas de seu "irmão" Huawei Mate 30 Pro 5G