Pesquisadores criam revestimento para diminuir o uso de água nos banheiros
Créditos: El País | Penn State University

Pesquisadores criam revestimento para diminuir o uso de água nos banheiros

Cerca de 37 bilhões de galões de água doce são usados diariamente apenas nos lavabos

Pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia desenvolveram um produto que deve trazer novidades para os banheiros alheios - a Liquid-Entrenched Smooth Surface ou apenas LESS. Essa criação promete facilitar a limpeza e reduzir o consumo de água no futuro. 

18/11/2019 às 19:00
Notícia

Cientistas planejam utilizar montanhas para gerar eletricidade

Fluxo de ar e sistema de pressão garantem o funcionamento da tecnologia desenvolvida

O LESS conta com dois revestimentos que podem ser aplicados em aço carbono, cerâmica ou outras superfícies duras. O primeiro spray seca em pequenas e finas estruturas parecidas com fios de cabelo, enquanto o segundo reveste esses "fios" e faz com que resíduos, água e até bactérias deslizem facilmente.   A primeira camada é permanentemente colada à superfície em que for aplicada, mas a segunda precisa de retoques frequentes. Os pesquisadores estimam que o revestimento pode durar cerca de 500 descargas - o que, para uma família de quatro pessoas, significa uma reaplicação a cada duas semanas.

  A equipe espera que isso ajude a reduzir o uso de água nos banheiros (especialmente em áreas com escassez) ou ainda manter banheiros sem água mais limpos. Cerca de 37 bilhões de galões de água doce são usados diariamente  nos banheiros pelo mundo. E a razão disso é que precisamos de muita água para limpar a maior parte de nossos resíduos. Segundo a pesquisa, se os banheiros fossem mais escorregadios, menos água seria necessária para obter os mesmos resultados.

Outro benefício é que poderíamos nos livrar mais facilmente das bactérias causadoras de doenças que podem se espalhar a partir do lixo humano. E os pesquisadores deixam claro que estão cientes sobre os resíduos-resultado do seu produto. Tak Sing Wong, principal autor do artigo,  diz que o revestimento LESS contém silicone, que se decompõe no solo e se transforma em substâncias relativamente inofensivas - sílica, água e dióxido de carbono. 

19/11/2019 às 10:16
Notícia

Carros autônomos são 25% melhores na tomada de decisão do que...

Novos sistemas classificam motoristas como egoístas ou generosos

Os resultados dessa pesquisa foram publicados esta semana na revista Nature Sustainability. Wong e seus colegas também começaram um negócio chamado Spot LESS Materials para introduzir seu revestimento no mercado de consumidores finais. Um kit dele está disponível por US$ 20.

Via: The Verge
Um em cada quatro jovens possui relação problemática com smartphones

Um em cada quatro jovens possui relação problemática com smartphones

Segundo estudo, uso excessivo pode acarretar em problemas como depressão e ansiedade


Cientistas instalam alto-falantes no fundo do mar para repopular recifes danificados

Cientistas instalam alto-falantes no fundo do mar para repopular recifes danificados

A pesquisa mostrou que os sons saudáveis podem atrair peixes jovens


Pesquisadores utilizam drones para monitorar mamíferos ameaçados de extinção

Pesquisadores utilizam drones para monitorar mamíferos ameaçados de extinção

O grupo AWC na Austrália conta com a ajuda de uma aeronave da DJI equipada com uma câmera termográfica


Drone marítimo da Saildrone é movido a energia solar e ajuda a estudar oceanos

Drone marítimo da Saildrone é movido a energia solar e ajuda a estudar oceanos

Embarcação já chegou a navegar por 196 dias seguidos coletando dados na Antártica


Drone pode ser lançado como bala de canhão para decolar

Drone pode ser lançado como bala de canhão para decolar

Aeronave tem hélices dobráveis e uma aerodinâmica propícia para o lançamento