Pesquisadores criam revestimento para diminuir o uso de água nos banheiros
Créditos: El País | Penn State University

Pesquisadores criam revestimento para diminuir o uso de água nos banheiros

Cerca de 37 bilhões de galões de água doce são usados diariamente apenas nos lavabos

Pesquisadores da Universidade Estadual da Pensilvânia desenvolveram um produto que deve trazer novidades para os banheiros alheios - a Liquid-Entrenched Smooth Surface ou apenas LESS. Essa criação promete facilitar a limpeza e reduzir o consumo de água no futuro. 

18/11/2019 às 19:00
Notícia

Cientistas planejam utilizar montanhas para gerar eletricidade

Fluxo de ar e sistema de pressão garantem o funcionamento da tecnologia desenvolvida

O LESS conta com dois revestimentos que podem ser aplicados em aço carbono, cerâmica ou outras superfícies duras. O primeiro spray seca em pequenas e finas estruturas parecidas com fios de cabelo, enquanto o segundo reveste esses "fios" e faz com que resíduos, água e até bactérias deslizem facilmente.   A primeira camada é permanentemente colada à superfície em que for aplicada, mas a segunda precisa de retoques frequentes. Os pesquisadores estimam que o revestimento pode durar cerca de 500 descargas - o que, para uma família de quatro pessoas, significa uma reaplicação a cada duas semanas.

  A equipe espera que isso ajude a reduzir o uso de água nos banheiros (especialmente em áreas com escassez) ou ainda manter banheiros sem água mais limpos. Cerca de 37 bilhões de galões de água doce são usados diariamente  nos banheiros pelo mundo. E a razão disso é que precisamos de muita água para limpar a maior parte de nossos resíduos. Segundo a pesquisa, se os banheiros fossem mais escorregadios, menos água seria necessária para obter os mesmos resultados.

Outro benefício é que poderíamos nos livrar mais facilmente das bactérias causadoras de doenças que podem se espalhar a partir do lixo humano. E os pesquisadores deixam claro que estão cientes sobre os resíduos-resultado do seu produto. Tak Sing Wong, principal autor do artigo,  diz que o revestimento LESS contém silicone, que se decompõe no solo e se transforma em substâncias relativamente inofensivas - sílica, água e dióxido de carbono. 

19/11/2019 às 10:16
Notícia

Carros autônomos são 25% melhores na tomada de decisão do que...

Novos sistemas classificam motoristas como egoístas ou generosos

Os resultados dessa pesquisa foram publicados esta semana na revista Nature Sustainability. Wong e seus colegas também começaram um negócio chamado Spot LESS Materials para introduzir seu revestimento no mercado de consumidores finais. Um kit dele está disponível por US$ 20.

Via: The Verge

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Google ajuda Janelia Research Campus em novo marco no mapeamento de neurônios

Google ajuda Janelia Research Campus em novo marco no mapeamento de neurônios

Modelo com 25.000 neurônios de uma mosca é o maior e mais completo já feito


Mercado de computadores teve primeiro crescimento anual completo em 8 anos

Mercado de computadores teve primeiro crescimento anual completo em 8 anos

Lenovo, HP e Dell somaram dois terços dos 268,1 milhões de envios feitos em 2019


Cientistas criam Xenobots, um

Cientistas criam Xenobots, um "robô vivo" que consegue se regenerar

A pesquisa desenvolveu um tipo de ser totalmente desconhecido na natureza


Cientistas criam pela primeira vez células robóticas usando tecido de sapos

Cientistas criam pela primeira vez células robóticas usando tecido de sapos

Nanorobôs biológicos seriam usados na medicina e na área ambiental


Caixa de areia inteligente da LuluPet rastreia a saúde do seu gato através das fezes

Caixa de areia inteligente da LuluPet rastreia a saúde do seu gato através das fezes

AI Smart Cat Litter Box usa inteligência artificial para reconhecer padrões de doenças