Astrônomos criam o primeiro mapa global de Titã, a maior lua de Saturno
Créditos: NASA/JPL-Caltech/Universidade do Arizona/Universidade de Idaho

Astrônomos criam o primeiro mapa global de Titã, a maior lua de Saturno

Mapa foi criado com a ajuda de dados enviados pela sonda Cassini, da NASA

Astrônomos usaram dados da missão Cassini da NASA para mapear toda a superfície de Titã, a maior lua de Saturno, pela primeira vez. Seus gráficos revelam um terreno diverso com montanhas, planícies, vales, crateras e lagos bem diferente de qualquer outro lugar no Sistema Solar - sem contar a Terra.

Titã é um mundo realmente muito interessante e um dos melhores lugares do Sistema Solar para procurar vida

A sonda Cassini orbitou Saturno de 2004 a 2017 e coletou grandes quantidades de informações sobre o gigante gasoso e suas luas. A missão incluiu mais de 100 sobrevoos de Titã, permitindo que os pesquisadores vislumbrassem a superfície da lua através de sua atmosfera espessa e examinassem seu terreno em detalhes sem precedentes.

A geóloga planetária brasileira radicada nos EUA, Rosaly Lopes, do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, Califórnia, e seus colegas usaram imagens e medições de radar tomadas pela espaçonave para produzir o primeiro mapa global de Titã, que eles publicaram em 18 de novembro na Nature Astronomy.

De acordo com Lopes, Titã tem uma atmosfera como a Terra. Ela tem vento, chuvas, montanhas. É um mundo realmente muito interessante e um dos melhores lugares do Sistema Solar para procurar vida.

Astrônomos criam o primeiro mapa global de Titã, a maior lua de Saturno

O mapa revelou que quase dois terços da superfície de Titã consistem em planícies e 17% é coberta por dunas arenosas moldadas pelo vento, principalmente ao redor do equador. Cerca de 14% da superfície é classificada como "hummocky" - colinas ou montanhas - e 1,5% é terreno "labiríntico", com vales esculpidos pela chuva e pela erosão. Para a surpresa dos cientistas, existem poucas crateras de impacto, sugerindo que a superfície de Titã é bastante jovem.

Titã é o único mundo do Sistema Solar, além da Terra, com corpos de líquido conhecidos em sua superfície. No entanto, estes mares e lagos estão cheios de metano líquido ao invés de água, e eles cobrem apenas 1,5% da superfície da lua.

11/11/2019 às 12:42
Notícia

Supercomputador leva um ano para simular a criação de uma gal...

Chamada de Hazel Hen, a máquina utilizou 16 mil núcleos de processamento para a simulação

"A maior descoberta da Cassini é que Titã é muito diversa", disse Ralph Lorenz, geólogo planetário do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins em Laurel, Maryland. "É quase como um mundo completamente diferente, e este mapeamento sistemático organiza essa diversidade".

Astrônomos já produziram mapas geológicos para uma variedade de outras luas e planetas, incluindo nossa Lua, Marte e Mercúrio. Tracy Gregg, geóloga planetária da Universidade de Buffalo, em Nova York, diz que esse tipo de mapeamento é "uma ferramenta incrivelmente poderosa" que permitirá que os cientistas respondam a perguntas-chave sobre Titã. "Uma destas perguntas é: quais tipos de mudanças sazonais ocorreram em Titã, e quais tipos de mudanças podem ser impulsionadas pelo calor interno de Titã?", disse ela.

Por exemplo, a maioria dos lagos da lua estão perto de seu polo norte, e os cientistas pensam que isso ocorre porque a órbita elíptica de Saturno em torno do Sol faz com que o hemisfério norte de Titã experimente um verão mais longo - a estação em que a chuva cai e o líquido se acumula no solo - do que no hemisfério sul.

A NASA planeja enviar um drone para Titã como parte da missão Dragonfly até 2034. Este drone voará sobre a superfície e a estudará em vários locais. No momento não há planos de enviar novas sondas para orbitar Saturno ou suas luas, então este mapa provavelmente continuará sendo nossa melhor visão global de Titã por um bom tempo.

Fonte: TweakTown, Nature
User img

Fabio Rosolen

Sonda Parker enfrenta ventos solares capazes de inverter o campo magnético do Sol

Sonda Parker enfrenta ventos solares capazes de inverter o campo magnético do Sol

Sonda Parker foi lançada ao espaço pela NASA em agosto de 2018


Garoto de 14 anos cria foto da lua em resolução 52MP juntando 500 imagens!

Garoto de 14 anos cria foto da lua em resolução 52MP juntando 500 imagens!

Foram usados dois tipos de fotografia, três programas diferentes e bastante edição


Drone pode ser lançado como bala de canhão para decolar

Drone pode ser lançado como bala de canhão para decolar

Aeronave tem hélices dobráveis e uma aerodinâmica propícia para o lançamento


NASA exibe avião elétrico experimental Maxwell X-57

NASA exibe avião elétrico experimental Maxwell X-57

Agência espacial dos EUA exibiu versão inicial da aeronave junto de novo simulador