146 vulnerabilidades são encontradas em apps pré-instalados no Android
Créditos: Limon Das/Pexels

146 vulnerabilidades são encontradas em apps pré-instalados no Android

Estudo mostra que aparelhos de 29 marcas já chegam com falhas de segurança no momento que são ligados

Pesquisadores da firma especializada em segurança digital Kryptowire divulgaram um estudo onde apontam foram encontradas 146 vulnerabilidades nos aplicativos que vêm pré-instalados em smartphones de 29 fabricantes diferentes.

16/11/2019 às 11:10
Notícia

Xiaomi anuncia 1ª atualização OTA para o Mi Watch

Update chega no dia 3 de dezembro junto de aplicativo para iOS

A pesquisa foi financiada pelo Departamento de Segurança Interna (DHS) dos Estados Unidos e encontrou apps que estão gravando áudio de maneira secreta, alterando configurações do smartphone sem permissão e até concedendo permissões a si mesmos.

Site oficial: Kryptowire

De acordo com o CEO da Kryptowire, Angelos Stavrou, a maior parcela de culpa vai para a Google, que é quem tem o maior poder para demandar mudanças das fabricantes. Em resposta à pesquisa, um porta-voz da Google apenas disse que e empresa "aprecia o trabalho da comunidade de pesquisa que colabora conosco para consertar e divulgar de maneira ressponsável problemas como esse".

Fonte: Kryptowire

"A Google pode exigir uma análise mais minuciosa dos códigos e da responsabilidade do fabricante pelo software contido nos produtos que entram no ecossistema do Android. Os legisladores e criadores de políticas deveriam demandar que as empresas sejam responsabilizadas por colocar a segurança e a informação pessoal dos usuários em risco".
Angelos Stavrou, da Kryptowire

Os aplicativos perigosos encontrados pela equipe da Kryptowire são pequenas peças de software, geralmente sem uma marca por trás, mas que são encontradas em smartphones de grandes fabricantes.

Por um lado, esses apps são mais perigosos do que aqueles baixados pelos usuários, já que eles têm mais liberdade para operar as funções do smartphone do usuário. Além disso, eles costumar ser particularmente difíceis de se remover.

Fonte: Kryptowire

"Assegurar a cadeia de fornecimento de software é um problema muito complexo. A Google e a comunidade de pesquisa estão sempre promovendo avanços para lidar com o problema".
Angelos Stavrou, CEO da Kryptowire

Essas não é a primeira vez que a Kryptowire desmascara falhas desse tipo. Na conferência de segurança digital Black Hat 2017, em Las Vegas, eles apontaram vulnerabilidades similares em smartphones de baixíssimo custo da Shanghai Adups Technology.

Via: Cnet Fonte: Kryptowire
DxOMark: Câmera principal do Motorola One Zoom é boa, secundárias deixam a desejar

DxOMark: Câmera principal do Motorola One Zoom é boa, secundárias deixam a desejar

Aparelho se saiu bem nos testes para o seu segmento, mas não tem qualidade surpreendente


Fabricante de câmeras para celular alerta para escassez de módulos intermediários e de entrada

Fabricante de câmeras para celular alerta para escassez de módulos intermediários e de entrada

Indústria está tendo dificuldade para suprir a alta da demanda no segmento mais acessível


BMW finalmente oferecerá integração com o Android Auto em 2020

BMW finalmente oferecerá integração com o Android Auto em 2020

Empresa confirmou que usará a versão wireless do Android Auto.


Google compartilha principais termos buscados no Brasil em 2019

Google compartilha principais termos buscados no Brasil em 2019

iPhone 11, Xiaomi Mi 9 e outros smartphones foram destaques na categoria de tecnologia


Adobe Lightroom para iOS e iPadOS recebe novos recursos

Adobe Lightroom para iOS e iPadOS recebe novos recursos

Uma das novidades é o suporte para importação direta a partir de um cartão SD.