Kevin Feige demonstra gratidão por Disney ter comprado Marvel
Créditos: Marvel

Kevin Feige demonstra gratidão por Disney ter comprado Marvel

"Foi a melhor coisa que já aconteceu conosco", disse o diretor criativo ao The Hollywood Reporter

Desde a aquisição da Marvel pela Disney em 2009 por U$4 bilhões, há quem diga que a casa do Mickey só fez mal ao universo de super-heróis, sobretudo com o lançamento de uma sequência de filmes "nem tão surpreendentes assim". Kevin Feige, diretor de criação da Marvel e um dos principais nomes na organização das produções nos cinemas, discorda afirmando que, na verdade, isso foi a melhor coisa que já aconteceu com a Marvel.

Novo trailer do Disney+ tem mais de 3 HORAS
de duração e mostra quase tudo no serviço

A declaração é parte de uma série de outros depoimentos feitos ao The Hollywood Reporter, para Feige, se a compra não tivesse ocorrido, os filmes que saíram até o momento seriam impossíveis de serem feitos. Ele também discorda que o rumo tomado pela Disney nas produções cinematográficas de Star Wars prejudicou o universo dos Jedis.

Para ele, trabalhar com a Disney foi um facilitador, já que a empresa se demonstrou 100% comprometida com a Marvel por ser completamente responsável pela produção, diferente de antes quando trabalhavam com companhias de pouco comprometimento com o estúdio. Sobre isso, Feige comenta que "é diferente quando você tem um lar".

Após a compra de U$4 bilhões em 2009, a Disney emplacou 10 filmes da Marvel que passaram a marca de U$1 bilhão de bilheteria cada, ou seja, foram arrecadados mais de U$10 bilhões. Quantia essa que não leva em consideração os custos com investimentos com marketing e manutenção de marca, mas também não inclui vendas de direitos e produtos diversos. Fato é que, gostando ou não da aquisição, a relação gerou sucesso e deve continuar gerando com a chegada do Disney+ e mais séries confirmadas do Universo Cinematográfico Marvel (UCM). Chegando amanhã nos Estados Unidos, 12 de novembro, o serviço de streaming da Disney só deve vir para o Brasil em novembro do ano que vem.

Via: CNET

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.