Computador quântico da Google consegue feito incrível, mas não é
Créditos: ExtremeTech

Computador quântico da Google consegue feito incrível, mas não é "supremacia quântica"

Entenda porque empresa "queimou a largada" ao anunciar o feito de seu supercomputador Sycamore

Recentemente, Sycamore, supercomputador quântico da Google, foi capaz de realizar uma conta considerada impossível de ser resolvida por um sistema usando a tecnologia clássica de computação. Por isso, a empresa correu para anunciar a todos que conseguiu atingir a almejada "Supremacia Quântica", mas cientistas contestam o feito e afirmam que não é bem esse o caso.

23/10/2019 às 16:23
Notícia

Computador quântico da Google supera supercomputadores clássi...

Empresa passou mais de 10 anos trabalhando na tecnologia

Para entender melhor o caso, é necessário explicar alguns conceitos, nem que seja de maneira simplificada. Para começar, a computação quântica ainda está em desenvolvimento e é considerada por muitos o futuro da computação. Colocando em termos bem resumidos, computadores quânticos são capazes de realizar contas gigantes ao considerarem variáveis ao mesmo tempo, não uma de cada vez. A informação pode ser mais de uma coisa ao mesmo tempo.

Se parece complexo, é porque é. Ainda estamos um tanto distantes de usar a tecnologia na prática, e daí vem o termo "Supremacia Quântica", momento em que os computadores quânticos vão conseguir realizar tarefas que um supercomputador tradicional não conseguiria.

O Sycamore, da Google, de fato conseguiu realizar uma operação que levaria 10.000 anos para um supercomputador "normal" fazer, o que ocasionou na declaração da empresa de ser a primeira a atingir a tal supremacia. Mas, como Elizabeth Gibney explica no vídeo abaixo, algumas ressalvas precisam ser feitas nessa declaração.

O caso é que o Sycamore conseguiu realizar uma operação que foi imaginada especialmente para que o sistema conseguisse realizá-la. Ela não é exatamente útil e parece ter sido desenhada justamente para poder declarar a supremacia quântica.

Dario Gil, chefe de pesquisa na IBM, fez exatamente a mesma contestação, declarando que a supremacia só poderá ser declarada quando um computador quântico for capaz de resolver operações úteis, que mostrem o potencial desses computadores sendo usados no futuro.

Ainda assim, o Sycamore foi capaz de resolver uma operação que levaria mais de 10.000 anos para ser resolvida na computação atual, então o grande feito da Google ainda merece seu destaque e mostra que a computação quântica não para de avançar.

Continua após a publicidade
Fonte: TweakTown
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

RTX série 30: confira as TECNOLOGIAS que chegam com as novas placas de vídeo da Nvidia

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.