Drone Mavic Mini precisa de homologação igual drones mais pensados no Brasil

Drone Mavic Mini precisa de homologação igual drones mais pensados no Brasil

O que vale aqui é o "peso de decolagem máximo" e não "peso de decolagem"

Logo após o anúncio do Mavic Mini, que aconteceu semana passada no dia 30 de outubro, um fato em relação à legislação para uso de drones no Brasil (que passou despercebido por todos) veio à tona. Um dos grandes e talvez maior destaque desse drone é seu peso de decolagem - apenas 249 gramas. Considerando todos seus diferenciais - porte pequeno, alta qualidade de construção, autonomia de voo de 30 minutos, câmera com suporte a vídeos em resolução 2.7K e alcance de controle de até 4km - ser tratado de forma diferente e facilitada ajudaria e muito a popularização dele por aqui, da mesma forma como certamente vai ocorrer em cenário mundial. Mas, é aí que um detalhe nas leis do Brasil.

01/11/2019 às 10:25
Notícia

ANAC: Mavic Mini tem mesma legislação que drones acima de 250...

A "regra" que vale por aqui é o Peso Máximo de Decolagem que ele suporta

Como já explicamos, a legislação brasileira considera o Peso Máximo de Decolagem (PMD) que a aeronave não tripulada possui. Explicando de uma forma simples: o Mavic Mini pronto para voar, leia-se drone ligado esperando o comando de decolagem, tem 249 gramas incluindo a bateria, as hélices e o cartão microSD. Porém, ele consegue voar com uma carga superior a esse peso - isso porque suporta outros acessórios, como protetores de hélices. Essa questão faz com que o peso seja naturalmente superior a 250 gramas, e é esse o valor considerado pela nossa legislação.

Entramos em contato com a DJI recentemente para saber qual a posição da empresa sobre o fato do Mavic Mini, segue abaixo o posicionamento da empresa no país:

O Mavic Mini é o primeiro drone da DJI a pesar 249 gramas pronto para decolagem, incluindo acessórios como cartão de memória, hélices e baterias. Essa categoria é considerada segura por reguladores da aviação em vários locais do mundo. É importante lembrar que a adição de outros acessórios  é de responsabilidade do usuário e pode fazer com que o peso do drone ultrapasse os 250 gramas. A DJI reforça que seus consumidores devem sempre se informar sobre as leis e regulamentações do seu país antes de voar. A empresa ressalta ainda que pilotos entusiastas da marca estejam sempre de acordo com as boas práticas de voo.” - DJI

Independente do posicionamento da DJI sobre a situação, ela não tem muito o que fazer, já que se trata de nossa legislação e o Mavic Mini pode ser "tratado" da mesma forma que um drone normal com peso superior a 250 gramas por aqui. Na prática, isso quer dizer maior burocracia de voo e maior taxação para homologação, que certamente vai se refletir em preços mais altos para o consumidor comparando com um drone de "peso de decolagem máximo" abaixo de 250 gramas. Vale ressaltar que o DECEA ainda não se pronunciou oficialmente a respeito.

Anac vai rever regras para uso de drones no Brasil

Esse é um ponto bem polêmico, porque trata da questão de segurança. É bom lembrar que em países onde os drones são bem mais populares, como nos EUA, a legislação considera o "peso de decolagem", e o Mavic Mini fica abaixo de 250 gramas. Outro ponto interessante é que a Anac abriu um processo de tomada de subsídios para quem quiser contribuir para a atualização da legislação de drones no Brasil.

Estaremos no evento de lançamento do Mavic Mini no Brasil dia 13 de novembro

 

Continua após a publicidade

No dia 13 de novembro, estaremos em São Paulo no lançamento oficial do drone no Brasil, dia que também será anunciado o preço dele por aqui. Considerando que nos EUA o preço é de $399 dólares para a versão padrão e $499 para a versão no kit Fly More.

Vai fazer sucesso por aqui? Certamente, independente de como ele será enquadrado, o preço deve ficar abaixo do Mavic Air, mesmo com uma câmera um pouco inferior, traz alguns avanços importantes, especialmente o tempo de voo e tamanho.

User img

Fabio Feyh

Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Mundo Conectado escreve artigos e análises de gadgets relacionados a fotos e vídeo, como drones e action cams.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.