Mesmo com vendas de tablets e iPhones caindo, Apple envia mais iPads ao lojistas
Créditos: Apple

Mesmo com vendas de tablets e iPhones caindo, Apple envia mais iPads ao lojistas

Fabricante norte-americana vendeu 10,1 milhões de tablets entre julho e setembro

As vendas totais de tablets e o mercado de iPhones estão caindo, mas isso não quer dizer que a Apple está se perdendo terreno em todas as áreas de dispositivos móveis. No último trimestre, a empresa aumento a quantidade de iPads enviados aos lojistas, o que indica que as coisas vão bem o seu departamento de tablets.

De acordo com o site WCCF Tech, foram 10,1 milhões de iPads enviados pela Apple entre os meses de julho e setembro. Além disso, a fatia da empresa no mercado de tablets cresceu de 24,4% no mesmo período do ano passado para 26,5% agora. No total, os envios de produtos para lojistas cresceram 4% em comparação com 2018.

Site oficial: Apple iPad Pro

Por outro lado, parece que a empresa norte-americana está prestes a enfrentar uma forte concorrência, já que a Amazon está apresentando crescimento surpreendente. A divisão de tablets da firma teve crescimento de 141% em termos de vendas, que agora totalizam 5,3 milhões de unidades.

Site oficial: Amazon Fire

Claro que, no momento, muito desse sucesso se dá no segmento de tablets mais baratos. Ainda assim, há a possibilidade desse crescimento impulsionar um desenvolvimento da divisão mobile da Amazon, o que poderia ameaçar a posição da Apple.

Ainda de acordo com a publicação, enquanto o número total de iPads enviados no terceiro trimestre de 2019 cresceu 4%, as receitas da Apple com tablets subiram em 8%. Isso acontece porque o preço médio de venda dos iPads cresceu em 9%. O que, claro, significa que até mesmo os mais caros tablets da empresa estão fazendo relativo sucesso.

Fonte: Strategy Analytics

Como lembra o site WCCF Tech, o mais recente iPad Pro é o tablet mais rápido do mercado, chegando a atingir velocidades similares às do MacBook Pro de 15 polegadas de 2018 em benchmarks sintéticos. Além disso, o produto também traz um novo design e suporte para Face ID.

Atrás da Apple e da Amazon, a lista ainda tem a Samsung em terceiro lugar. A empresa sul-coreana enviou 5,3 milhões de tablets aos lojistas no terceiro trimestre de 2018 contra 5 milhões no mesmo período de 2019 — uma queda de 5%.

A situação foi ainda pior para a Huawei, que passou de 3,8 milhões para 3,1 milhões (queda de 18%). A Lenovo teve leve melhoria, passando de 2,3 milhões em 2018 para 2,5 milhões em 2019 (melhora de 8%). Para completar, há os dados de todas as outras empresas, que passaram de 16,4 milhões para 12,1 milhões, ou seja, 27% pior do que no ano passado.

Já nos dados do mercado como um todo, entre julho e setembro de 2019 foram enviados 38,2 milhões de tablets aos lojistas. No mesmo período de 2018, esse número era de 39,7%. Isso representa uma redução de 4% nos envios.

Via: WCCF Tech
Mercado de câmeras fotográficas sofre queda de vendas geral em Q2 2019/2020

Mercado de câmeras fotográficas sofre queda de vendas geral em Q2 2019/2020

Os esforços e dificuldades das empresas estão bastante direcionados para as máquinas mirrorless


Funcionários que utilizam Mac rendem mais, diz IBM

Funcionários que utilizam Mac rendem mais, diz IBM

Colaboradores com dispositivos Apple são mais propensos a permanecer na empresa e a fechar negociações mais lucrativas


Apple TV+ pode fechar contrato com ex-CEO da HBO para novas séries originais

Apple TV+ pode fechar contrato com ex-CEO da HBO para novas séries originais

O executivo que comandou o lançamento de Game of Thrones e Veep pode trabalhar com a dona dos iPhones


Apple pode lançar seu headset AR em 2022 e óculos AR no ano seguinte, segundo rumor

Apple pode lançar seu headset AR em 2022 e óculos AR no ano seguinte, segundo rumor

Informações não confirmadas dizem que ainda não estamos próximos dos novos gadgets da maçã


Apple Card permitirá revisões do limite de crédito após acusações de sexismo

Apple Card permitirá revisões do limite de crédito após acusações de sexismo

Carey Halio, CEO do Goldman Sachs Bank, divulga um comunicado sobre o incidente