Vivo confirma vazamento de dados que pode ter afetado até 24 milhões de usuários
Créditos: Vivo/Reprodução

Vivo confirma vazamento de dados que pode ter afetado até 24 milhões de usuários

Empresa não revelou número de vítimas oficialmente

A operadora brasileira Vivo confirmou que os dados de milhões de usuários ficaram expostos graças a uma falha de segurança na plataforma online Meu Vivo. A denúncia foi feita pelos pesquisadores do grupo WhiteHat Brasil, que divulgaram a vulnerabilidade primeiro para o Olhar Digital.

De acordo com os especialistas, os dados podiam ser coletados uma técnica que não é tão complexa chamada "raspagem de dados". Utilizando um software especial, um hacker poderia acessar informações dos clientes por meio do código do site da Vivo, que é utilizado para gerenciar serviços dos consumidores da empresa.


(Imagem: Olhar Digital/Reprodução)

Como mostrado na imagem acima, a vulnerabilidade permitia acessar informações como nome completo, endereço, data de nascimento, RG, CPF, e-mail, número do telefone e nome da mãe do usuário. 

01/11/2019 às 10:36
Notícia

Tencent demonstra aplicativo que copia impressão digital deix...

Hackers podem criar uma versão física de digitais com um "kit de desbloqueio" de aproximadamente U$140

A vulnerabilidade foi encontrada há duas semanas e, segundo o grupo WhiteHat Brasil, cerca de 24 milhões de usuários podem ter sido afetados pelo problema que deixou dados expostos. A Vivo disse que já neutralizou a falha e não confirmou quantas pessoas foram afetadas pelo problema. Em um comunicado, a empresa só declarou que o número de vítimas possivelmente impactadas é "consideravelmente menor" do que as estimativas divulgadas na mídia.

Abaixo, você pode conferir o posicionamento completo da Vivo enviado ao Olhar Digital:

"A Vivo informa que, na noite de ontem, em pouco menos de três horas, a empresa identificou e neutralizou uma vulnerabilidade no acesso ao portal de serviços Meu Vivo, com o objetivo de garantir privacidade e a segurança das informações de seus clientes. A empresa informa ainda que o número de clientes possivelmente impactados por esta ação ilícita é consideravelmente menor do que o divulgado por alguns órgãos da imprensa especializada.

A Vivo lamenta o ocorrido e ressalta que revisa constantemente suas políticas e procedimentos de segurança, na busca permanente pelos mais rígidos controles nos acessos aos dados dos seus clientes e no combate a práticas que possam ameaçar a sua privacidade. A empresa reitera que respeita a privacidade e a transparência na relação com os seus clientes".

Via: Olhar Digital
iPhones 11 de ouro temáticos para o Natal conseguem ser mais caros que o Mac Pro

iPhones 11 de ouro temáticos para o Natal conseguem ser mais caros que o Mac Pro

Estética é um conceito subjetivo, mas dinheiro não


Xiaomi Mi 10 será lançado no primeiro trimestre de 2020

Xiaomi Mi 10 será lançado no primeiro trimestre de 2020

Informação foi confirmada por um representante da Redmi na rede social Weibo.


Huawei P40 pode ter 5 câmeras, mas sem sensor de 108 MP [Rumor]

Huawei P40 pode ter 5 câmeras, mas sem sensor de 108 MP [Rumor]

Empresa deve adotar solução da Sony, além das tradicionais lentes Leica


Possíveis modos de vídeo do Galaxy 11 aparecem em vazamento, inclusive um modo PRO

Possíveis modos de vídeo do Galaxy 11 aparecem em vazamento, inclusive um modo PRO

Rumores indicam para o lançamento da nova geração no dia 18 de fevereiro


Samsung anuncia smartphones Galaxy A51 e Galaxy A71 com quatro câmeras traseiras

Samsung anuncia smartphones Galaxy A51 e Galaxy A71 com quatro câmeras traseiras

Ambos trazem o Android 10 pré-instalado e personalizado com One UI 2.0.