Licença que vai permitir comércio entre empresas dos EUA e Huawei será liberada em breve
Créditos: Business Times

Licença que vai permitir comércio entre empresas dos EUA e Huawei será liberada em breve

O governo dos EUA vai liberar a negociação, desde que não apresente ameaças a segurança

A licença especial para empresas dos Estados Unidos que desejam continuar a realizar comércio com a Huawei, vai começar a ser liberada em breve. O anúncio foi publicado pelo site Bloomberg, que em entrevista com o secretário de Comércio Wilbur Ross confirmou que o número de pedidos dobrou nos últimos meses para 260 empresas interessadas na licença. Ross falou que todos os pedidos estão sendo analisados e as licenças que forem aprovadas seriam emitidas "muito em breve". O secretário também lembrou que não será uma ordem geral, dependendo da situação pode haver a negação do governo em conceder o documento.

25/07/2019 às 09:15
Notícia

Donald Trump concorda que empresas dos EUA retomem relações c...

As licenças de comércio vão poder ser emitidas onde não há ameaça à segurança nacional

A guerra comercial entre os Estados Unidos e China se intensificaram depois que o governo dos EUA baniu relações comerciais entre as empresas norte-americanas com a maior fabricante de smartphones do mundo, a Huawei. A decisão foi recuada, prorrogando o "período de trégua" por mais seis meses. Dentro desse tempo, o Departamento de Comércio dos EUA anunciou que poderia emitir licenças especiais para empresas de tecnologia locais que tivessem interesse em manter seus vínculos comerciais com a Huawei, desde que não implicasse em riscos para a segurança nacional. O resultado foi que mais de 130 empresas solicitaram a certificação, número este que foi duplicado até o momento.

Dentre as 260 empresas que fizeram o pedido para permanecer fazendo trocas com a Huawei, está a Google. A empresa é responsável por fornecer o sistema operacional Android, que equipa todos os dispositivos móveis que são fabricados pela chinesa (no momento). O anúncio de que a empresa americana não iria mais dar suporte para os aparelhos da Huawei, obrigou a gigante dos smartphones a lançar o seu próprio sistema. Ele foi lançado com a proposta de ser flexível a diversos gadgets, não somente smartphones e tablets. 

Embora ainda não tenha data e nem a lista de quais empresas terão a licença para realizar o comércio com a Huawei, isso é uma notícia animadora para a chinesa. Os EUA estão negociando um acordo comercial com a China, que tem o prazo até o final deste mês para ficar pronto.

Para entender melhor o início dessa polêmica, veja o vídeo abaixo:

Via: GSM Arena Fonte: Bloomberg
User img

Ana Luiza Pedroso

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Reino Unido ignora administração Trump e permite que a Huawei construa partes da sua rede 5G

Reino Unido ignora administração Trump e permite que a Huawei construa partes da sua rede 5G

Empresa chinesa recebeu permissão para construir partes não críticas da rede


Huawei anuncia chegada do Watch GT 2 e dos fones sem fio FreeBuds 3 ao Brasil

Huawei anuncia chegada do Watch GT 2 e dos fones sem fio FreeBuds 3 ao Brasil

Wearables e acessórios podem ser encontrados nos varejistas parceiros e quiosques oficiais da marca


Huawei Watch GT2 e FreeBuds 3 são lançados no Brasil

Huawei Watch GT2 e FreeBuds 3 são lançados no Brasil

Ambos estarão disponíveis a partir de 23 de janeiro através de revendedores autorizados


Huawei Mate 40 Pro pode ter 8 câmeras no total - 5 traseiras e 3 frontais

Huawei Mate 40 Pro pode ter 8 câmeras no total - 5 traseiras e 3 frontais

Ele apareceu em uma patente registrada pela empresa chinesa na Alemanha


Honor V30 Pro é classificado como o 2º melhor celular do mundo para fotos

Honor V30 Pro é classificado como o 2º melhor celular do mundo para fotos

Modelo fica atrás apenas de seu "irmão" Huawei Mate 30 Pro 5G